Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Hospital do Rio Maina deverá ganhar novo nome e função após pandemia

Objetivo de Salvaro é fazer com que o espaço passe a realizar cirurgias eletivas
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 12/05/2021 - 08:56Atualizado em 12/05/2021 - 09:35
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Reformado pela Prefeitura de Criciúma ainda no ano passado para atender pacientes com Covid-19, o Hospital do Rio Maina deverá ganhar um novo nome e uma nova função após o término da pandemia. O assunto foi tratado pelo prefeito Clésio Salvaro ainda nesta terça-feira, 11, em Florianópolis, na Secretaria de Estado da Saúde.

O espaço será chamado de Hospital Santo Agostinho e, a pedido da SES, poderá sofrer uma ampliação para 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), visando ainda uma terceira onda da Covid-19. O objetivo, no entanto, é que após a pandemia o hospital possa realizar cirurgias eletivas.

“Colocamos o hospital Santo Agostinho à disposição para ficar habilitado a fazer procedimentos de baixa e média complexidade, de procedimentos eletivos”, destacou Salvaro.

O prefeito ressalta ainda que, por 50 anos, o Hospital do Rio Maina era um hospital psiquiátrico, finalidade que ainda está “no subconsciente da população”. No entanto, desde meados da pandemia, foi transformado em um local para tratamento de pessoas recuperadas da Covid-19 e, também, para internação clínica e em UTI de pacientes com o vírus.

Para ser transformado, o hospital precisaria ganhar ainda um centro cirúrgico. Segundo Salvaro, enquanto o estado estiver lutando com a pandemia o espaço continuará focado no combate à Covid-19. “Quando tudo isso passar, aí sim, ao invés de ter pessoas com problemas ocasionados pela questão da Covid-19, aí passa a ter as cirurgias eletivas”, disse.