Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Hercílio Luz perde três pontos e Catarinense permanece em dúvida

TJD definiu a punição em pontos e multa para o time de Tubarão, mas não esclareceu a classificação do Figueirense
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Balneário Camboriú, SC, 04/05/2021 - 21:41Atualizado em 04/05/2021 - 21:51
Foto: Patrícia Amorim / Hercílio Luz
Foto: Patrícia Amorim / Hercílio Luz

O Hercílio Luz foi punido com a perda de três pontos e multa de R$ 15 mil a serem pagos em 15 dias. O julgamento do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) na noite desta terça-feira, 4, encerrou com a votação de 2 x 1 pela perda de pontos. 

Na tabela da primeira fase, com a perda dos pontos, o Hercílio caiu para nove pontos, o que classificaria o Figueirense à segunda fase, na oitava colocação. O TJD não esclareceu se o Figueirense teria que fazer os jogos das quartas de final e a Federação Catarinense de Futebol (FCF) ainda não se manifestou sobre possível marcação de datas dos jogos de quartas de final que teriam que ser refeitos. 

O Hercílio Luz foi punido pela escalação do atleta Alisson na partida entre Brusque e Hercílio Luz. O lateral-direito foi julgado no dia 6 de abril por uma expulsão na final da Série B do Catarinense de 2020, no dia 20 de dezembro.

Como foi expulso no último jogo da competição, não havia a suspensão automática e o atleta aguardaria o julgamento, que ocorreu no dia 6 de abril e puniu-o por uma partida, que deveria ter sido cumprida contra o Brusque.

O relator Alberto Calgaro abriu o voto pedindo apenas a multa ao clube, mas foi vencido pela maioria do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD).  A Chapecoense participou do julgamento como terceira interessada, pedindo a manutenção dos pontos do Hercílio Luz, enquanto o Figueirense pediu a punição. 

O advogado do Figueirense, Nikolas Bottós, afirmou ao site Marcou no Esporte que o clube agora espera a remarcação das quartas de final com as partidas a serem realizadas entre Figueirense e Chapecoense - a ida no Orlando Scarpelli e a volta na Arena Condá.