Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Funcionários da Celesc paralisam atividades em todo o Estado

Paralisação teve adesão de praticamente todos os funcionários e foi uma forma de pressionar negociações coletivas de reajuste
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Florianópolis - SC, 17/09/2019 - 15:12
Foto: Denis Luciano / Arquivo / 4oito
Foto: Denis Luciano / Arquivo / 4oito

Os trabalhadores da Celesc fizeram paralisação geral em todo o Estado nesta terça-feira, 17. A ação foi uma forma de pressionar a diretoria da companhia, que promoveu uma rodada de negociações coletivas em Florianópolis, também nesta terça. 

José Paulo dos Reis, diretor administrativo do Sindicato dos Trabalhadores de Energia de Santa Catarina (Sintesc), afirma que a paralisação atingiu praticamente 100% dos trabalhadores e que a situação deve ser normalizada apenas na quarta-feira. "A informação é de que a Celesc encaminhou uma contraproposta, que deve ser lida em assembleia do sindicato com os trabalhadores na quinta-feira", destacou.

Os trabalhadores não gostaram da proposta inicial de reajuste da empresa, que estava "abaixo do Índice do Preço do Consumidor", conforme informou José Paulo. 

Outra reclamação é na alteração do plano de saúde e na retirada da cláusula de garantia de emprego, que na visão do sindicato, seria uma forma de facilitar a demissão dos trabalhadores. "A nossa avaliação é de que querem retirar esse e outros direitos para uma futura privatização da companhia. A empresa queria retirar vários direitos dos trabalhadores, o que nós não aceitamos", expressou. 

Em nota, a Celesc manifestou-se lamentando a decisão de paralisação dos trabalhadores, segundo a companhia, enquanto a rodada de negociações com os trabalhadores ainda não havia sido concluída.

"A Diretoria da Celesc informa que, desde o início das negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2019-2020, tem se pautado em levar ao empregado informação clara, objetiva e responsável a respeito dos argumentos que subsidiam a proposta que vem sendo apresentada aos Sindicatos representantes. 

A Diretoria da Empresa pondera que a discussão dos Acordos Coletivos de Trabalho na Celesc são fundamentais para a manutenção da Celesc Pública, que precisa ser cada dia mais eficiente, oferecendo serviços de mais qualidade e a custos menores.

Nos últimos anos muitas adequações foram realizadas na Empresa nesse sentido, porém ajustes ainda precisam acontecer. São mudanças importantes, que passam, também, pela redução de benefícios concedidos aos empregados e que a discussão sobre esse tema se acalora ainda mais durante as negociações do Acordo", apresenta a nota da empresa.