Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Fila de espera para atendimento médico na Região Carbonífera segue aumentando

Apenas na área da ortopedia, 3.500 pacientes aguardam para serem atendidos
Letícia Ortolan
Por Letícia Ortolan 19/10/2021 - 10:15Atualizado em 19/10/2021 - 10:18
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

O coordenador da Comissão de Intergestores da Região Carbonífera, Murilo de Biasi, foi um dos entrevistados na manhã desta terça-feira, 19, no Programa Adelor Lessa. Ele esteve com o secretário de Saúde de Santa Catarina, André Motta Ribeiro, no hospital Nossa Senhora da Conceição, em Urussanga, levantando alguns assuntos.

De Biasi destacou que a conversa foi rápida, mas que alguns assuntos importantes foram levantados, como a preocupação do aumento de filas de espera para consultas eletivas e cirurgias de alta complexidade em toda a região.  Atualmente, apenas na área da ortopedia, 3.500 pacientes aguardam para serem atendidos. 

O período de espera vem se estendendo desde antes da proliferação da pandemia, que aconteceu em março de 2020. A sugestão dada pelo também secretário de Saúde de Orleans, foi incluir as cirurgias de alta complexidade na campanha feita pelo Estado, que visa zerar as filas de espera. 

Além disso, foi discutido o futuro do Hospital do Rio Maina, em Criciúma. “Imaginamos ter o hospital como um centro de referência para cirurgias eletivas, alguma ação específica. Colocamos a estrutura a disposição para que o estado possa contextualizar e em breve teremos novidades sobre o assunto”, explicou o coordenador da Comissão de Intergestores da Região Carbonífera.