Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Figueirense paga os funcionários. Jogadores devem receber até o dia 28

Em crise financeira, direção trabalha para evitar um segundo W.O e exclusão da Série B
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 22/08/2019 - 11:02Atualizado em 22/08/2019 - 11:07
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Não somente os jogadores do elenco atual, mas também antigos, como Aloísio, o antigo Boi Bandido, que passou pelo clube entre 2011 e 2012, estão sem receber no Figueirense. Por outro lado, os funcionários do clube receberam salários atrasados na manhã desta quinta-feira, 22. Segundo o repórter José Koltermann, os próximos serão os atletas da base.

“Eles tão me devendo desde 2012. Eu e meus advogados estamos acompanhando e esperando eles me pagaram o que me devem desde aquela época”, relembrou Aloísio durante entrevista para o repórter Heitor Araújo, da Rádio Som Maior. Ele fez 18 gols em 53 partidas e foi um dos destaques do time na campanha de 2011, que resultou na 7ª posição.

Na última terça-feira, 20, os jogadores decidiram não entrar em campo contra o Cuiabá, pela rodada da Série B. A reclamação é que não recebem os salários desde junho e o direito de imagem está atrasado desde maio. Atualmente o Figueirense é gerido pela Elephant, em uma parceria que até aqui não deu certo.

“Os jogadores não tem culpa de nada, quem tem culpa são os diretores, dirigentes, pessoas que estão à frente do clube. Elas deveriam repensar o modo de agir, como profissionais. Colocar a mão na consciência e sair do clube, deixar alguém que entenda de futebol ou saiba gerir um clube”, disparou Aloísio, que deverá continuar sem receber.

A informação indica que haverá uma demissão em massa no clube, funcionários que provavelmente ficarão sem o dinheiro da rescisão. A expectativa é de que os jogadores do elenco principal recebam o salário do mês até o dia 28.

O próximo jogo do Figueirense é no sábado, 24, quando o alvinegro recebe o CRB, às 19h.