Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Festival Vino e Formaggio: Dicas para aproveitar ao máximo um festival enogastronômico

Evento ocorre entre os dias 12 a 14 de agosto, no Palazzo Delle Acque, em Nova Veneza
Por Redação Criciúma, SC, 02/08/2022 - 18:28
Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A combinação de vinhos e queijos é uma experiência única para os paladares. Por isso, a 2ª edição do Festival Vino e Formaggio, chega recheada de opções que prometem agradar a todos os visitantes. O evento, que traz 20 expositores com mais de 100 opções em rótulos e 40 tipos de queijo, além de pratos e sobremesas, ocorre em Nova Veneza entre os dias 12 a 14 de agosto, no Palazzo Delle Acque. O encontro é open bar e food e está com ingressos disponíveis no site Ticket Mais e pontos de vendas físicos.

Participar de um encontro enogastronômico é ter a oportunidade de conhecer novas opções que agradem o paladar, com a possibilidade de experimentar os melhores produtos oferecidos por cada um dos expositores, desde queijos coloniais aos mais sofisticados grana padana e rótulos de vinhos populares até os reservas, que passam por um longo período de envelhecimento. 

De acordo com o enólogo e sommelier do Bistek Supermercados, Fabiano Mazilli, o ideal da harmonização é conhecer a base do vinho e dos acompanhamentos. "Quando falamos de tipos de refeição, é preciso considerar os ingredientes dos alimentos e isso inclui os molhos. Temos que ver o todo do prato e não criar conflitos que possam realçar o amargor do vinho ou do alimento na combinação, ou seja, harmonizamos para criar sensações agradáveis ao paladar e aos sentidos no geral", destacou Mazilli.

É comum associar o vinho à estação, mas a verdade é que cada tipo vai de acordo com o gosto do apreciador. Também é importante lembrar que isso diz mais sobre o prato que está sendo servido, do que a estação. "Os queijos frescos tem mais acidez, os vinhos brancos também são mais ácidos que os tintos. Por isso, é ideal a combinação de queijos frescos e vinhos brancos, para que o sabor do vinho não seja anulado pelo queijo", comentou o sommelier.

Ordem de degustação

Para aproveitar ao máximo o sabor de cada rótulo, é importante observar a ordem de degustação para que cada nuance olfativa seja observada. Iniciar pelos espumantes, seguido dos vinhos brancos, rosés e finalizar com os tintos mais encorpados, garante a percepção das características de cada exemplar.

O que é preciso analisar na hora de degustar vinhos?

Na hora de apreciar um vinho, é necessário analisar três sentidos, o visual, o olfato e o paladar.

Inclinar ligeiramente a taça para frente permite a visualização da bebida, na qual é possível observar a coloração, a limpidez e o brilho. Na sequência, o movimento giratório traz as características olfativas, onde é possível identificar as notas aromáticas, frutadas e amadeiradas. 

Por fim, o ponto indispensável é o paladar para sentir o corpo, o dulçor, a acidez, o amargor e o teor alcoólico. Nos espumantes ainda outro ponto a se considerar é a cremosidade, que é definida pelo tempo em que o vinho permanece em contato com suas borras.

Como harmonizar?

A recomendação é fazer a combinação entre pratos e vinhos leves, assim como vinhos e pratos mais pesados. Já quando se fala em queijo, existe uma variação de combinações, abrindo possibilidades para vários tipos de paladar. As harmonizações mais recomendadas são:

  • Queijos azuis com vinho licoroso
  • Queijo gorgonzola com vinhos intensamente aromáticos e tendência adocicada
  • Queijo feta com vinhos brancos
  • Queijo prato com vinhos leves e aromáticos
  • Queijo minas frescal com vinho branco sutil e delicado
  • Queijo meia cura com vinhos tintos de corpo médio ou vinhos brancos mais densos
  • Queijo camembert com vinhos tintos leves como Merlot ou Pinot Noir ou brancos, como os de uva Chardonnay
  • Queijo muçarela com tintos italianos jovens
  • Queijo parmesão com vinho tinto mais tânico e alcoólico
  • Queijo provolone com vinhos de corpo médio e acidez moderada
  • Queijo de cabra maturado de mofos brancos com vinhos extremamente aromáticos ou de uva Moscato, mas seco
  • Queijo gruyère com vinhos brancos, principalmente de origem da uva Chardornnay

Para poder aproveitar bem o Festival Vino e Formaggio, Mazilli recomenda experimentar o máximo de produtos, mas em pequenas quantidades. "O ideal é não encher a taça, porque diminui a quantidade de vinhos que vai experimentar. Então escute as recomendações das pessoas que estão servindo, para se abrir a produtos diferentes, porque às vezes podem vir boas surpresas e no fim, poder consumir o que mais gosta", ressalta o especialista. 

Conheça os expositores

Alimentação

  • Arroz Rampinelli 
  • Bistek 
  • Casa Antonio
  • Ceratti
  • DellaVita
  • Doces da Ká
  • Nonna Luiza (Restaurante Veneza)
  • Pão do Pa
  • Pasetto
  • Santa Clara
  • Semprebom

Vinícolas:

  • Aurora
  • Bistek (linha de importação)
  • Borgo
  • Concha y Toro
  • Madame Wine (importação)
  • Mazon
  • Miolo
  • Salton
  • Santa Rita
  • TAF (linha de importação)

Ingressos

  • Içara - Pasetto Pisos
  • Nova Veneza - Ristorante Veneza
  • Criciúma - Pão do Pá e Lojas Trânsito

On-line: www.ticketmais.com.br

Sexta-feira - 12 de agosto
Sábado - 13 de agosto
Domingo - 14 de agosto

Crianças até 12 anos não pagam.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito