Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ferrovia Tereza Cristina se destaca em pesquisa nacional

Pesquisa reuniu 54.288 questionários entre dezembro de 2017 e junho de 2018
Redação
Por Redação Tubarão, SC, 01/04/2019 - 15:49Atualizado em 01/04/2019 - 15:54
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Ferrovia Tereza Cristina (FTC), operadora do transporte ferroviário de carga na região Sul de Santa Catarina, obteve um índice relevante de excelência em uma pesquisa de satisfação contratada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Todas as Concessionárias do setor de transportes do país participaram do estudo, que reuniu 54.288 questionários, aplicados no período entre dezembro de 2017 e junho de 2018. Na oportunidade, 40% dos clientes da FTC foram questionados.

Na categoria de Transporte Ferroviário de Carga, o Índice de Satisfação Brasil (ISB) foi de 60,4%, enquanto a FTC ficou em destaque com 78,8%. Além desta categoria, outras áreas fiscalizadas pela ANTT também foram avaliadas, entre elas o serviço de transporte de passageiros, com 38.767 amostras e os serviços prestados por concessionárias de rodovias federais, com 15.231 amostras.

O estudo levou em consideração desde a forma de atendimento das empresas, conforto, cortesia, higiene, confiabilidade, pontualidade, regularidade, segurança, preço justo até a conservação dos veículos. E entre os métodos esteve a avaliação da percepção, comparações entre as variáveis relacionadas ao perfil socioeconômico e sobre os serviços da ANTT. 

Para a FTC, estar entre as melhores colocadas é uma conquista e, o reflexo do trabalho desenvolvido e aprimorado a cada dia. "Acreditamos muito no potencial do transporte ferroviário e no potencial da FTC como um importante elo nas cadeias produtivas onde está inserida. Por isso apostamos no conceito de conexões ampliadas, expandindo o significado de cada relação e potencializando a nossa contribuição na geração de valor para o todo", ressalta a Diretoria.

Importância ferroviária no Sul de Santa Catarina

A Ferrovia Tereza Cristina já contabiliza 22 anos de história, tendo o compromisso de transportar o carvão mineral, produzido no Sul do Estado de Santa Catarina com destino ao Complexo Termelétrico Jorge Lacerda (Engie), em Capivari de Baixo, para geração de energia elétrica, e o transporte de cargas em contêineres, para o Porto de Imbituba.

Com uma frota, em operação, composta de 11 locomotivas e 250 vagões, a FTC percorre 164 quilômetros de malha ferroviária da região de Criciúma à Imbituba, com ramais até Siderópolis, Forquilhinha, Urussanga e Tubarão, no Sul do Estado, contribuindo para o desenvolvimento dos 14 municípios onde está inserida, com influência direta na geração de empregos, incrementando a economia e desenvolvendo ações sociais ao longo das comunidades lindeiras.

Desde que assumiu a Concessão, em 1997, a Ferrovia gerou recursos em benefício do Estado e da sociedade. Arrecadou mais de R$ 205 milhões para o Tesouro Nacional em outorga, arrendamento e tributos. Realizou investimentos superiores a R$ 70 milhões no sistema ferroviário, o que permitiu cumprir suas metas com seus clientes, usuários e com o Poder Concedente.

Somente em 2018 contabilizou mais de R$ 4 milhões em investimentos. Entre as realizações estão o novo sistema de comunicação operacional com tecnologia digital, modernização das Passagens em Nível (PN's), e a recuperação de pontes. Além desses, foram construídos vagões e outros investimentos voltados à melhoria da infraestrutura, do material rodante, da sinalização e da telecomunicação, no desenvolvimento tecnológico, capacitação, segurança e saúde dos seus colaboradores.