Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Famílias desassistidas no bairro Naspolini em Criciúma terão abastecimento de água

Presidente da Casan confirmou que serviços iniciam ainda em setembro
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 01/09/2021 - 17:52Atualizado em 01/09/2021 - 17:53
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Quatro famílias que residem na rua Quintino Dal Pont no bairro Naspolini, estão próximas de realizar um antigo sonho. Ver as torneiras e chuveiros de suas casas recebendo água potável da Casan. “Temos luz e internet, mas a tubulação da Casan não. Precisamos nos deslocar por aproximadamente um quilômetro e meio para, através de galões, buscar água para nossas necessidades básicas”, disse Emanuel Cândido Pereira, representante da comunidade.

Cansados da situação, os moradores procuraram o vereador Obadias Benones (Avante), integrante da Comissão de Obras da Câmara Municipal, que acabou comprando a pauta. “Levei o tema para a reunião da Comissão de Obras e todos os membros ficaram impressionados. Foi aí que resolvemos ir a Florianópolis conversar com a presidente da Casan que prontamente entendeu a situação e nos atendeu”, comemorou Benones.

Na sede da Companhia Catarinense de águas e Saneamento, uma reunião definiu que este problema será resolvido imediatamente. O encontro, ocorrido na última semana, contou com a presença dos vereadores Salésio Lima (PSD), Obadias Benones (Avante), Márcio Darós (PSDB) e Miguel Pieirini (PP). Na oportunidade, a presidente da Casan, Roberta dos Anjos, deu a notícia que todos queriam ouvir. “Estamos cientes do problema e vamos levar água para esta comunidade. Será um investimento de R$ 250 mil e os serviços iniciam ainda em setembro com previsão de dois meses para execução total”, falou.

Os parlamentares criciumenses comemoraram a conquista e agradeceram a presidente da Casan. “Ficamos felizes com o desfecho da história. Agora é fiscalizar a obra para que até o final do ano essa comunidade tenha o direito de receber água em suas torneiras. Muito obrigado a presidente da Casan por nos receber e atender esta demanda”, falou Salésio Lima, presidente da Comissão.