Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Expectativa de um ano diferente

Zagueiro quer fazer história no Criciúma em 2019 para apagar a temporada ruim do último ano
Por Lucas Renan Domingos Criciúma, SC, 03/01/2019 - 08:15
Jogador valoriza a mistura de elenco formada de jovens jogadores com atletas de maior experiência/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna
Jogador valoriza a mistura de elenco formada de jovens jogadores com atletas de maior experiência/Foto: Daniel Búrigo/A Tribuna

O zagueiro Sandro faz parte de um grupo seleto de jogadores do Criciúma que viu de perto todas os altos e baixos do Criciúma vividos em 2018. Contratado ainda em dezembro de 2017, ele vestiu a camisa tricolor em todas as três competições que o Tigre disputou na temporada anterior. Anunciado com a primeira renovação para a temporada que se aproxima, ele espera ter um ano um pouco melhor pela frente.

A última vez que o Criciúma ergueu a taça foi ainda no ano de 2013, quando venceu o Campeonato Catarinense daquele ano. Um título neste ano, quebraria um jejum de mais de três temporadas que a torcida carvoeira não comemora a conquista de uma competição.

“Sonhar o torcedor pode sonhar, assim como nós também. Vamos procurar dar a vida nas competições dar a vida para marcar história no Criciúma. É muito importante não só sonhar pelo clube, mas deixar um legado. Ninguém precisa falar o quanto é bom ser campeão. É bom para os jogadores, valoriza o clube, valoriza tudo. Vamos fazer uma preparação bastante forte para que a gente consiga ir em busca do título”, destacou Sandro.

O pontapé inicial para um ano vitorioso é logo na estreia, no dia 17 de janeiro, contra o Figueirense na competição estadual. “Vem com clássico. No ano passado a gente foi lá na estreia e perdemos de 1 a 0, o que a gente não queria. Mas vamos cuidar primeiro da gente aqui. Vamos para o clássico, vamos trabalhar para chegar dentro do campo soltar tudo que está preso da temporada passada”, disse.

A experiência que ajuda

A receita para o sucesso do Tigre em 2019 pode estar na mistura da juventude com a experiência. Com 30 anos, sendo um dos mais velhos do grupo, o zagueiro valoriza a chegada de novos companheiros com uma maior bagagem no futebol.

“Grupo bem mesclado e muito trabalho. Quando mais a gente sofrer neste início (pré-temporada), menos vamos sofrer lá na frente. Temos aí experiência do Maicon, tem a juventude de outros companheiros que estão agregando agora também. Cremos e temos a confiança, não só de palavra, mas no trabalho e empenho que a gente vem fazendo para fazer campeonatos bons”, acrescentou o jogador.

Por falar em elenco, o setor defensivo do Criciúma é o que menos irá ter alterações em comparação a temporada passada. Da linha de quatro jogadores de defesa considerada a titular em 2018, apenas Suéliton não faz mais parte do elenco do Tigre. O restante – Sandro, Nino e Marlon – continuam no grupo.

“Iniciar assim é muito bom, você conhecer os companheiros ajuda. MAs é muito trabalho que vai ter que ter. Ainda mais na defesa lá atrás, onde a gente tem que errar o mínimo possível para dar suporte para os companheiros na frente. Quanto menos gols a gente levar, mais os jogadores da frente vão estar confiante”, analisou.

 

Tags: criciúma sandro