Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Estamos trazendo um campeão para atingir nosso objetivo de chegar a Série A”

O Criciúma apresentou na tarde desta terça seu novo comandante: Beto Campos
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 19/09/2017 - 15:19Atualizado em 19/09/2017 - 15:21
(foto: Décio Batista)
(foto: Décio Batista)

O novo treinador do Criciúma Esporte Clube, Beto Campos, foi apresentado na tarde desta terça-feira (19), em coletiva realizada na Sala de Imprensa Clésio Búrigo, no estádio Heriberto Hülse. Logo no começo agradeceu o convite para treinar a equipe e disse conhecer os jogadores.

“Tivemos uma reunião bem produtiva nesta manhã. Felizmente definimos e começamos o trabalho”. O técnico explicou sobre o seu acordo para dirigir o Novo Hamburgo em 2018. “Existia um acerto para o Campeonato Gaúcho do ano que vem. Surgiu numa situação de que se fosse para treinar no Campeonato Brasileiro teria a liberação”, contou.

O contrato será até dia 30 de novembro, após finalizada a campanha na Série-B. Os trabalhos com os jogadores começam hoje e a estreia acontece no sábado, às 16h30min contra o CRB, em Alagoas.

“[Busco] uma equipe que tenha equilíbrio. Se não for equilibrada não consegue nada, não adianta fazer cinco e tomar oito [gols]. Precisa de uma defesa que marque, gosto de trabalhar pelos lados de campo, principalmente quando tem um atacante de referência”, destacou Campos.

O único atleta do Criciúma com quem trabalhou é o atacante Lucão, por outro lado já jogou contra a maioria. “Já enfrentei alguns jogadores que estão aqui e passaram pelo Campeonato Gaúcho. Outros enfrentei quando estava no Náutico”, lembrou.

Beto Campos

Gilberto Cirilo de Campos, conhecido como Beto Campos, tem 53 anos e foi jogador profissional por 20 temporadas. Em 1986 passou pelo Araranguá Esporte Clube. A carreira como técnico foi iniciada na região de Santa Rosa e Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul. 

Após rodar pelo interior do estado vizinho, ganhou destaque em 2017 ao conquistar o Campeonato Gaúcho pelo Novo Hamburgo. A equipe liderou durante toda a primeira fase, enfrentou a dupla Grenal em seis oportunidades, e saiu invicta dos confrontos.

“O último campão do interior havia sido o Caxias com o Tite, isso mostra as dificuldades que são. Lideramos a competição desde a primeira rodada. Contra a dupla Grenal tivemos cinco empates e uma vitória”, recordou.

Seu último clube foi o Náutico, onde não obteve sucesso. Em nove partidas foram cinco derrotas, três empates e somente uma vitória. Agora busca retomar os trilhos e conquistar o sonhado acesso para a Série A.

“Pegamos um momento de transição no Náutico. Foi uma fase complicada, procuramos fazer da melhor maneira possível e deixamos um trabalho para ter continuidade. Agora tenho essa oportunidade de trabalhar no Criciúma, em uma situação diferente”, finalizou.

Márcio Corrêa

Além de Beto Campos, o Criciúma apresentou o preparador físico Márcio Corrêa, que havia passado pela equipe em 2012, ano de acesso a primeira divisão.

“Temos 70 dias para o final da competição. Não vejo uma forma que podemos intervir fortemente na equipe. Temos que nos sobressair a partir dos desafios”, imaginou. O profissional ainda disse que será fundamental a superação dos atletas. “O jogador terá de se dedicar muito para superar os adversários que também são qualificados”, completou.