Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Estado monitora eventos meteorológicos e emite alertas para a população

Redação
Por Redação Florianópolis, SC, 01/06/2021 - 15:30Atualizado em 01/06/2021 - 15:30
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Santa Catarina está localizada numa das regiões mais favoráveis para a formação de tempestades severas e eventos meteorológicos intensos da América do Sul, como tornados e microexplosões. Com base nessa realidade o Governo do Estado investiu pesado nos últimos anos estruturando a Defesa Civil do Estado (DCSC) para prestar apoio aos municípios e, acima de tudo, no desenvolvimento de um sistema de monitoramento eficiente.

Todo território catarinense é coberto por uma rede de radares meteorológicos, por imagens de satélite em tempo real e centenas de estações meteorológicas. O monitoramento é feito 24 horas por dia, sete dias por semana, por uma equipe especializada que fornece informações antecipadas e confiáveis para a população.

As informações são repassadas para os catarinenses através do site da Defesa Civil, redes sociais, emissoras de TV por assinatura, mensagens SMS, e grupos de WhatsApp para imprensa e agentes de proteção e defesa civil.

No evento registrado na última semana, no Meio-Oeste, a população foi alertada por todos os meios das condições perigosas do tempo com antecedência de 48 horas para que medidas fossem tomadas.

“É importante salientar que tornados, como o registrado no município de Campos Novos, são extremamente difíceis de serem previstos em função da rápida formação”, comentou o coordenador de monitoramento e alerta da DCSC, Frederico Ruthorff. De acordo com ele, devido a esta característica os avisos e alertas são focados nas tempestades severas que podem gerar, além deste fenômeno, microexplosões, granizo, enxurradas, alagamentos ou ventos extremos.