Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Estado faz chamada de mais 130 candidatos a bolsas de pós-graduação

Também haverá possibilidade de prorrogação da bolsa de, no mínimo, 35 estudantes de pós-graduação que tiveram o desenvolvimento da pesquisa prejudicado pelo contexto da Covid-19
Redação
Por Redação Florianópolis, SC, 28/09/2020 - 12:39

A Secretaria de Estado da Educação (SED) fará a chamada de 130 estudantes de pós-graduação para o Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (Uniedu), considerando a classificação da chamada pública 1423/SED/2019. Os 60 candidatos a bolsas de mestrado e 70 de doutorado terão continuidade da bolsa ao longo do curso e devem apresentar a documentação necessária para análise da concessão do benefício.

Também haverá possibilidade de prorrogação da bolsa de, no mínimo, 35 estudantes de pós-graduação que tiveram o desenvolvimento da pesquisa prejudicado pelo contexto da Covid-19. A prorrogação tem prazo máximo de seis meses e inclui estudantes de especialização, mestrado e doutorado que tiveram o vencimento da bolsa em 2020 e não finalizaram o curso. Os alunos devem apresentar a documentação para a possibilidade de efetivar a prorrogação, com análise de caso a caso de acordo com a legislação. Para atender a chamada de 130 novos bolsistas e a prorrogação de 35 bolsas de estudo de pós-graduação, a SED estima que haverá investimento de mais R$ 1 milhão neste ano e R$ 2,4 milhões em 2021, já que há continuidade do benefício concedido. 

O secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, destaca a importância do investimento em pós-graduação no âmbito do Uniedu. Também ressalta a atenção do Governo do Estado com o programa ao aplicar recursos para ajudar na formação acadêmica de estudantes carentes, alcançando valores recordes de investimentos.

“Esses programas de pós-graduação atendem a interesses do Estado, pois é um investimento que reverte em benefícios e desenvolvimento para Santa Catarina. E o Governo do Estado demonstrou, tanto em 2019 quanto em 2020, a importância com que trata esse programa", afirma Uggioni.