Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Em nota, Federação das Empresas de Transporte de Carga critica bloqueio de rodovias

Fetrancesc diz que bloqueios impedem o tráfego de caminhões, os quais são responsáveis pela garantia do abastecimento, sobretudo em relação aos insumos básicos
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 08/09/2021 - 16:11Atualizado em 08/09/2021 - 16:14
Foto: Gregório Silveira/4oito
Foto: Gregório Silveira/4oito

A Federação das Empresas de Transporte de Carga do Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), emitiu nota sobre as manifestações que bloquearam rodovias catarinenses nesta terça-feira, 7. “O Sistema Fetrancesc enaltece e valoriza o direito à livre manifestação, predominante nos diversos atos realizados Brasil afora ao longo deste dia 7 de setembro. Ele demonstra a presença viva da democracia no Território Nacional. Paralelo a tais manifestações, bloqueios em rodovias impedem o tráfego de caminhões, os quais são responsáveis pela garantia do abastecimento, sobretudo em relação aos insumos básicos, a exemplo de alimentos, medicamentos, combustíveis e suprimentos para hospitais”, diz trecho do texto.


Confira a nota na íntegra:

 

O Sistema Fetrancesc enaltece e valoriza o direito à livre manifestação, predominante nos diversos atos realizados Brasil afora ao longo deste dia 7 de setembro. Ele demonstra a presença viva da democracia no Território Nacional.

 

Contudo, paralelo a tais manifestações, bloqueios em rodovias impedem o tráfego de caminhões, os quais são responsáveis pela garantia do abastecimento, sobretudo em relação aos insumos básicos, a exemplo de alimentos, medicamentos, combustíveis e suprimentos para hospitais.

 

Neste sentido, enquanto entidade representativa de mais de 18 mil empresas do Transporte Rodoviário de Cargas em Santa Catarina, bem como responsável pelo emprego de mais de 100 mil colaboradores, além de ciente de sua responsabilidade com o cidadão catarinense, o Sistema Fetrancesc repudia atos de bloqueios e impedimentos do tráfego de quaisquer veículos, sejam de pequeno ou grande porte, independente da quantidade de pessoas em seu interior.

 

Tal atitude contraria o Direito Fundamental de ir e vir, assegurado pela Constituição Federal (art. 5º, XV), além de afrontar a democracia, uma vez em que todo e qualquer cidadão deve respeitar a livre manifestação, porém não é obrigado a integrá-la.

 

Ainda ciente de sua responsabilidade social, as empresas do Transporte Rodoviário de Cargas de Santa Catarina NÃO INTEGRAM quaisquer movimentos de bloqueios de rodovias e pretendem manter suas atividades normalmente. Para que isso ocorra, também o Sistema Fetrancesc clama ao Estado a garantia da segurança dos motoristas e colaboradores do setor no exercício desta atividade fundamental.