Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Em 2017, o Criciúma eliminou o Santo André na primeira fase da Copa do Brasil

Sorteio desta quinta-feira colocou os dois campeões frente a frente na estreia
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 12/12/2019 - 15:08Atualizado em 12/12/2019 - 15:10
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O sorteio da Copa do Brasil colocou um adversário difícil no caminho do Criciúma. O Tigre vai estrear na competição nacional contra outro clube que já ergueu o troféu, o Santo André, que conquistou a taça em 2004, batendo o Flamengo na final. A CBF ainda não confirmou a data do confronto, que repete a primeira fase de 2017.

Se o Criciúma passar pelo Santo André, vai pegar o classificado de Fast Clube (AM) ou Goiás na segunda fase, e na terceira fase a chave confronta com o classificado de Altos (PI) x Vasco da Gama e Aquidauanense (MS) x ABC. Nas duas primeiras fases são apenas jogos de ida, sendo que na primeira o visitante tem a vantagem do empate.

O Santo André foi campeão em 2004, passando por Novo Horizonte (GO), Atlético-MG, Guarani e Palmeiras nas primeiras fases, pelo surpreendente 15 de Novembro, do Rio Grande do Sul, na semifinal e batendo o Flamengo em pleno Maracanã, depois de empate por 2 a 2 no Palestra Itália.

Logo depois do título nacional, o time se estabeleceu na Série B, onde permaneceu até 2008, conseguindo acesso para a elite. Depois veio a queda, com dois rebaixamentos seguidos e em 2013 o time já estava na Série D, de onde não saiu mais, aliás, o Santo André não tem nem conseguido vaga na competição.

Em 2017 os times jogaram na mesma fase

O Criciúma duelou seis vezes contra o time paulista, venceu uma, perdeu três e empatou duas. Considerando somente os jogos realizados no estádio Bruno José Daniel, foram três resultados diferentes, o último deles, uma vitória na Copa do Brasil de 2017, também pela primeira fase e que deu classificação ao Criciúma.

O Criciúma jogou com Luiz; Maicon Silva, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Douglas Moreira e João Henrique; Caio Rangel, Adalgísio Pitbull e Jheimy, o gol foi marcado por Alex Maranhão, que saiu do banco ao 26 minutos do segundo tempo.