Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Eleições 2018: “Desde 1989 não tínhamos tantas dúvidas”

Estela Benetti fala sobre cenário econômico e político em SC e no Brasil
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 08/06/2018 - 09:41Atualizado em 08/06/2018 - 09:47
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Referência em jornalismo econômico e um dos principais nomes da área em Santa Catarina, a jornalista e colunista Estela Benetti realiza hoje uma palestra para o pré-lançamento da 9ª Semana de Ciência e Tecnologia da Unesc. A jornalista falará sobre “Economia e Inovação”. O evento é gratuito e aberto ao público às 19 horas, no Auditório Ruy Hülse e faz parte do calendário de comemorações dos 50 anos da Unesc.

Hoje, no Programa Adelor Lessa, Estela falou um pouco sobre os temas abordados no evento. “Santa Catarina, de um modo geral, está bem em economia e inovação. Temos uma boa distribuição em todas as regiões e o sul do estado tem uma participação destacada. Santa Catarina está melhor do que a média Nacional, temos a maioria dos indicadores que mostram isso. Neste ano a situação está piorando um pouco. Tínhamos uma previsão de 3%, mas em função da greve dos caminhoneiros, da retomada fraca da economia e também essa situação do dólar a situação é turbulenta. Ainda assim, a expectativa é que o Estado cresça”, comentou.

Estela afirmou que SC é destaque na inovação disruptiva e na inovação incremental. “Isso destaca muito e mostra um perfil diferenciado de Santa Catarina na inovação. É claro que com tudo isso a gente está aquém do mundo e a gente tem que lembrar disso porque a gente concorre com o mundo”

A jornalista falou ainda sobre o ano de 2018 que é de Copa do Mundo e de Eleições. “Quanto a Copa, ela está tendo um impacto melhor que em 2014. A Copa estragou muito a economia em 2014. Neste ano, muitos consumidores estão com a renda melhor e estão comprando televisores. Então a Copa está fazendo bem para a economia. Mas nós estamos com muita turbulência na política.  Desde 1989 não tínhamos tantas dúvidas de quem vai assumir, quem vai governar o Brasil e Santa Catarina”, afirmou.