Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Educação: escola polo para surdos inaugura sinal audiovisual

Secretaria de Educação contou com parceria do IFSC
Por Redação Criciúma, SC, 17/04/2019 - 14:18
Foto: Divulgação/Decom
Foto: Divulgação/Decom

Cada vez que toca o sinal na Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Professora Maria de Lourdes Carneiro, todos os estudantes já sabem que é hora de ir para o recreio ou voltar para a sala de aula. Mas nem sempre foi assim. Escola polo para surdos em Criciúma, a instituição atende também estudantes deficientes auditivos da Educação Infantil até o 6º ano do Ensino Fundamental. Até então, era comum que os surdos levassem mais tempo para entender a movimentação, já que não podem ouvir o som do sinal.

A ideia de um sinal audiovisual nasceu do projeto do estudante e também vereador mirim da Câmara de Vereadores, Davi Corrêa da Silva, em 2018. Sem custos para o município, o projeto foi desenvolvido em parceria com o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) de Criciúma. O trabalho de instalação do novo sinal iniciou em setembro do ano passado e foi inaugurado oficialmente na noite desta terça-feira (16), com a presença de pais, professores e alunos na escola.

O sinal, além de emitir o tradicional som, também funciona com uma luz intermitente. Os aparelhos foram instalados nas salas de aula e áreas comuns da escola, mudando a realidade dos estudantes e incluindo os surdos nas atividades corriqueiras. "Para quem não convive com um surdo parece muito simples, mas é uma grande conquista. Com o sinal audiovisual, nós colocamos surdos e ouvintes em um mesmo patamar, igualamos o tratamento e, dessa forma, proporcionamos acessibilidade, inclusão, igualdade e dignidade", observou a secretária de Educação, Roseli de Lucca Pizzolo.

Escola polo para surdos

Fundada em 18 de abril de 1984, a Escola Maria de Lourdes Carneiro, no bairro Vila Francesa, atende atualmente 420 crianças e adolescentes desde a Educação Infantil até o 6º ano do Ensino Fundamental. Com ensino bilíngue, a escola é polo para surdos da rede municipal de ensino de Criciúma.

Desde o início do ano letivo de 2018, o acolhimento de todos os 14 estudantes surdos do município é feito na escola, garantindo o ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras). Além de profissionais especializados, a Secretaria de Educação fornece também o transporte dos alunos e alimentação para os dias em que a aula é em período integral.