Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

"É um pecado com os jogadores", dispara Baier sobre gramado

Técnico elogiou a entrega da equipe e comemorou o ponto conquistado fora de casa
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Porto Alegre, RS, 06/06/2021 - 20:40Atualizado em 06/06/2021 - 20:41
Baier pediu no segundo tempo para equipe evitar toques no chão por conta do gramado sintético (Foto: Celso da Luz / Criciúma EC)
Baier pediu no segundo tempo para equipe evitar toques no chão por conta do gramado sintético (Foto: Celso da Luz / Criciúma EC)

Ainda invicto no comando do Tigre, o técnico Paulo Baier gostou do empate em 0 x 0 contra o São José. O treinador citou novamente o gramado sintético do estádio Francisco Novelletto como um fator dificultador da partida deste domingo. 

"É uma injustiça muito grande, um pecado com os atletas esse gramado sintético. Pensamos que poderíamos jogar diferente nos primeiros 20 minutos, mas não deu. No intervalo eu alertei que não tinha como colocar a bola no chão", disparou Baier.

O técnico mostrou-se satisfeito com o ponto conquistado fora de casa, o quarto do Tigre na competição, permanecendo dentro da zona de classificação do Grupo B da Série C, na quarta colocação.

"A gente veio preparado para jogar, mas dentro da circunstância do gramado, a gente tinha só o chutão. Optamos por essa situação segura para não cometer erros e conquistamos um ponto muito importante, o São José vai tirar muitos pontos dos adversários aqui", apontou Baier.

A entrega dos jogadores foi novamente elogiada pelo técnico. "Conseguimos resgatar aquele Criciúma que o torcedor gosta", exaltou Baier. "Hoje a gente competiu, foi um Criciúma bem aguerrido, agora vamos ajustar a equipe", completou. 

O Tigre agora prepara-se para a partida de volta na Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, às 21h30 no Majestoso: para avançar, o Criciúma precisa de uma vitória simples. Empate leva a decisão aos pênaltis.