Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Diretores da rede de ensino de Criciúma serão eleitos neste sábado

Das 71 escolas que compõem a rede, 62 participam das eleições
Redação
Por Redação Criciúma - SC, 22/11/2018 - 18:33
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Acontece neste sábado (24), entre às 13h e às 18h, a eleição de diretores das escolas da rede de ensino de Criciúma. Das 71 escolas que compõem a rede, 62 passarão por eleições para escolha de diretor. Os novos diretores ficarão no comando entre 2019 e 2021.

Pais ou responsáveis pelas matrículas dos estudantes com frequência regular, alunos do 4º ano e anos seguintes matriculados e com frequência regular, servidores da unidade de ensino, bem como professores e funcionários terão direito ao voto, desde que conte na lista homologada pela Comissão Central Eleitoral. Cada eleitor terá direito a um voto. Serão 77 candidatos concorrendo ao cargo de diretor.

As eleições onde tem mais de um candidato ocorrerão nas Escolas Municipais de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Carlos Gorini, Vilson Lalau, José Contim Portella, Filho do Mineiro, Carlos Wecki, Lili Coelho e no Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) Zelma Savi Napoli. Nas demais há apenas um candidato concorrendo.

As inscrições já foram homologadas e publicadas no Diário Oficial. Segundo a lei, só irão participar do processo eleitoral, escolas que tiverem acima de 100 alunos.

A secretária de Educação, Roseli de Lucca, diz que a eleição de diretores é uma conquista que garante a democracia e a transparência no processo de escolha dos profissionais. "Para que a pessoa possa assumir a direção da escola, é necessário que seja efetiva e que tenha conhecimento da realidade local, garantindo um bom funcionamento da instituição. Por isso, o processo eleitoral das escolas públicas municipais de Criciúma, precisa ser baseado nos Planos de Gestão que cada concorrente tem para a instituição a qual está pleiteando uma vaga", reforçou.

A Comissão Central Eleitoral espera que os candidatos apresentem suas propostas à comunidade e que sejam colocadas em prática nos próximos três anos, conforme a Lei Complementar nº295/2018.