Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Diretor do Ideas afirma que o HRA não tem condições básicas para ser reaberto

Funcionários desocuparam a unidade, permitindo a entrada da administradora
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 11/01/2018 - 16:53Atualizado em 11/01/2018 - 17:04
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Após assembleia na tarde desta quinta-feira (11), os funcionários do Hospital Regional de Araranguá (HRA) decidiram desocupar o local e permitir a entrega das chaves para o Instituto Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (Ideas). Por outro lado, ainda não foi definida uma data para a retomada dos serviços, já que a administradora precisa analisar a situação da unidade.

“Estamos agora neste momento recebendo a chave e entregando para o Ideas. Nós como região vamos cobrar a abertura o mais rápido o possível. Amanhã (12) vamos fazer um levantamento do patrimônio, sobre o que tem e o que não tem”, afirmou o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR), Heriberto Schmidt.

Segundo o secretário, cada parte cedeu um pouco, para concluir a negociação. O diretor do Ideas, Leon Iotti, prometeu que a administração será clara com a população e com os funcionários, disse também que precisa de ao menos dois dias para realizar um inventário sobre a situação atual do HRA. Iotti afirmou que profissionais do Ideas ainda não entraram no hospital, mas que relatos indicam a retirada de equipamentos.

“Nós temos algumas fotos, nós temos relatos dos colegas médicos que estavam lá essa semana, dizendo que nem os consultórios mais existiam, haviam sido transformados em dormitório para aproveitar o ar condicionado. Havia cachorro, o ambiente ficou relativamente promiscuo, no aspecto físico da unidade”, analisou.

O Ideas pretende reabrir o HRA apenas quando as condições estiverem normalizadas. “Precisamos saber quais equipamentos foram retirados, consta que foram retirados carrinhos de emergência, desfibrilador, monitores. Sem essas condições básicas, não tem como abrir o hospital e colocar a população em risco”, finalizou Iotti.

 

Tags: hra ideas leon iotti