Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Dessalinização da água em destaque

Entre tantos debates do Dia Mundial da Água na região, houve até espaço para a alternativa do futuro
Por Redação Criciúma, SC, 25/03/2019 - 11:29
Divulgação
Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro anunciou com entusiasmo, nas primeiras semanas de seu mandato, a parceria com Israel para importar a tecnologia da dessalinização de água. Importante para regiões onde a água potável está em falta – e os países do Oriente Médio sofrem bastante com esse problema histórico – o Brasil também olha para esse avanço, pensando em regiões áridas do Nordeste, onde a população sofre, e bastante.

Mas o interesse brasileiro na tecnologia israelense fez chamar a atenção para algumas iniciativas, a maioria isoladas, que já dessalinizam a água no Brasil. É o caso de processos criados em municípios do sertão nordestino, a partir de estudos de Universidades daquela região, que transformam a água salobra do subterrâneo em item de consumo para as castigadas famílias do semiárido.

Muito longe das regiões castigadas, mas de olho na preocupação com o futuro, a empresa Brametal, em Criciúma, sediou na última sexta-feira um evento que, no contexto do Dia Mundial da Água – celebrado naquele dia 22 –, tratou sobre essa problemática. “Com o aumento da população e o desenvolvimento industrial, temos observado que nossos recursos hídricos estão cada vez mais escassos, resultando em um impasse ambiental e mundial”, comenta a química Isabel Lezi, que, em parceria com a empresa Ação & Reação e seu sócio-proprietário, Mário Borges, levou à Brametal esclarecimentos sobre a remoção do sal da água para consumo humano.

Foi convidado o engenheiro Paulo Krieger, da Permution – Tratamento de Água e Osmose Reversa, que mostrou aos funcionários da Brametal que existe alternativa para contribuir com uma demanda de água sustentável por intermédio da dessalinização. “Embora comum em cerca de 150 países, conforme a Associação Internacional de Dessalinização, o Brasil tenta se incluir com força e olha com atenção e está com uma visão bem positiva em relação a essa alternativa”, pondera Isabel.

O dia foi atrativo para funcionários e clientes, que participaram de dinâmicas, observaram maquetes onde puderam entender melhor o processo de dessalinização, receberam brindes e degustaram a água de coco da marca Obrigado. “O uso consciente da água poderá contribuir com a economia da mesma, transformando cidadãos mais comprometidos com meio ambiente e com o futuro das próximas gerações”, finaliza Isabel.