Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Criciúma empata com o São Caetano e avança na Copa do Brasil

No fim do jogo, Grizzo fechou a equipe e conseguiu segurar o placar de 1 a 1, suficiente para ficar com a vaga
Erik Behenck
Por Erik Behenck São Caetano do Sul - SP, 07/02/2018 - 21:23Atualizado em 07/02/2018 - 21:37

O Criciúma visitou o São Caetano na noite desta quarta-feira (7), em confronto válido pela primeira fase da Copa do Brasil. O Tigre jogava pelo empate, devido a melhor colocação no ranking da CBF. No início do primeiro tempo a equipe carvoeira abriu o placar, com Mailson. O Azulão reagiu na segunda etapa, igualando o placar. Com o empate por 1 a 1 o Criciúma avançou na competição nacional.

O Criciúma faturou R$ 600 mil pela classificação, na próxima fase, recebe no Heriberto Hülse o vencedor de Cianorte (PR) e ABC (RN). O Tigre volta a campo no sábado de Carnaval, contra o Inter de Lages, às 19h, pela sétima rodada do Campeonato Catarinense.
 

Primeiro tempo

Logo no primeiro minuto o São Caetano arriscou, com Rafael Costa, resultando em tiro de meta para Luiz cobrar. Após algumas tentativas, o gol saiu logo cedo, com ele, Mailson, aos 10 minutos, após receber de João Paulo, deixou o goleiro caído e mandou para as redes.

Seis minutos após o gol, outra boa chance para o Tigre, com João Paulo, a bola passou próximo ao gol dos donos da casa. Aos 19, Rafael Costa caiu na área e pediu pênalti, o árbitro mandou seguir. Aos 28, Régis tentou marcar do meio de campo, mas mandou muito longe.

Caminhando para o fim, o primeiro tempo ainda reservava emoções. O Tigre chegou aos 39, após boa jogada de Andrew, Elvis chutou para fora. O Azulão acordou aos 43, Chiquinho pegou de primeira e assustou, três minutos mais tarde ele cruzou para Régis, que sem marcação cabeceou para fora. Fim do primeiro tempo no Anacleto Campanella: São Caetano 0 x 1 Criciúma.
 

Segundo tempo

As equipes voltaram sem mudanças. O Tigre chegou com perigo aos dois minutos, com Nino, de cabeça. O São Caetano também retornou ligado, e na primeira chance empatou o confronto, com Rafael Costa, aos cinco minutos, após cobrando falta de Chiquinho.

Com a vantagem do empate, o Criciúma passou a segurar mais o jogo e valorizar a posse de bola. Aos 20, Grizzo sacou João Paulo para a entrada de Luiz Fernando. O São Caetano investia nas bolas pelo alto. Douglas Moreira recebeu amarelo aos 23.

Aos 27 saiu Rafael Costa para a entrada de Niltinho, ex-Criciúma. Grizzo mexeu novamente aos 31, trocando Elvis por Wallacer, reforçando ainda mais a marcação da equipe, que já contava com três volantes. Aos 33, Niltinho cobrou boa falta e quase virou a partida.

O jogo começou a ficar truncado. Em três minutos uma sequência com três amarelos, para Mailson, Niltinho e Luiz Fernando. Aos 38, a última mudança do Criciúma, saiu Mailson para a entrada de Ianson.

Necessitando do gol, o São Caetano foi para cima, mas sem organização não levou perigo. Sandro, Luiz e Mangabeira cortaram todas para o Tigre, garantindo o empate. Fim de jogo: São Caetano 1 x 1 Criciúma.

Criciúma
Luiz; Carlos Eduardo, Sandro, Nino e Andrew; Barreto, Jean Mangabeira, Douglas Moreira e Elvis (Wallacer); Mailson (Ianson) e João Paulo (Luiz Fernando).

São Caetano
Helton Leite; Pedro (Marlon), Max, Sandoval e Lucas Pavone; Cristian (Régis), Esley, Diego Rosa e Chiquinho; Rafael Costa (Niltinho) e Carlão.