Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Criciúma Construções: “Nem todos sairão satisfeitos”, diz juiz

Coletiva para atualizar sobre a recuperação judicial da empresa foi realizada hoje
Por Redação Criciúma - SC, 13/11/2018 - 17:25Atualizado em 13/11/2018 - 17:38
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

A Criciúma Construções realizou hoje (13) uma coletiva de imprensa para atualizar a situação da recuperação judicial da empresa na Associação Empresarial de Criciúma (Acic). Na oportunidade foi realizada uma prestação de contas. Estiveram no local o administrador judicial da empresa, Agenor Daufenbach, o gestor judicial Zanoni Elias, os advogados Lucas Farias e Alexandre Farias e o juiz responsável pelo caso Rafael Milanese Spillere.

“A recuperação permitiu a regularização e entrega de inúmeras obras aos adquirentes. O plano não vai agradar todo mundo, mas é a forma mais efetiva do maior número de pessoas resolver os seus problemas. Muitas associações foram criadas e muitos adquirentes hoje tem a possibilidade de receber o imóvel que pretendiam, coisa que se a falência fosse o caminho escolhido, essas pessoas não teriam essa possibilidade”, disse o juiz Rafael Spillere.

O plano de recuperação, segundo Spillere, foi a forma democrática que a maioria compreendeu ser viável para que cada um recebesse o possível dentro da realidade da empresa. “Alguns receberão parte em dinheiro, outros receberão a unidade. Mas provavelmente, nem todos sairão satisfeitos”, pontuou.

Segundo o juiz, por enquanto, apenas alguns casos foram resolvidos. “Em outras situações a Criciúma terá o prazo que o plano estipulado para conclusão. Não significa que nós teremos, eventualmente, uma obra atrasada ou não. Cada situação tem que ser analisada dentro da sua própria classe”, esclareceu.