Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

CPI das Bolsas: Dupla é condenada a devolver R$ 707 mil

Desvio de dinheiro aconteceu entre julho de 2012 e setembro de 2013 (leia a sentença)
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 01/12/2017 - 08:13Atualizado em 01/12/2017 - 09:12
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

O juiz Pedro Aujor Furtado Júnior, da 2ª Vara da Fazenda da Comarca de Criciúma definiu que Dourival Giassi e Miguel Ângelo Mastella realizaram crime de improbidade administrativa no período entre 2012 e 2013 e devem devolver R$ 707 mil aos cofres da prefeitura de Criciúma. O esquema envolvia repasses a Unesc, que não chegavam a Universidade.

“A CPI foi instalada no fim de 2013 e concluída em maio de 2014. Até 2012 havia um encontro de contas entre a prefeitura e a Universidade. O valor ficava na conta por um determinado tempo, mas depois sumia misteriosamente”, explicou a vereadora Camila do Nascimento (PSD), que foi presidente da CPI das Bolsas.

De acordo com a vereadora, a dupla se beneficiava de informações privilegiadas. Os desvios começaram em julho de 2012 e seguiram até setembro de 2013, somando R$ 697 mil. O valor não ficará com a Unesc, e sim com a prefeitura da cidade. Dourival Giassi é coordenador do curso de Ciências Contábeis, enquanto Mastella pediu desligamento da Universidade.

“Inicialmente temos duas questões. Temos uma comissão processante que poderá analisar o caso e resultar em uma demissão. Outro encaminhamento é submeter a análise do conselho universitário, e pode definir a perda da função”, afirmou o procurador jurídico da Unesc, João Carlos Rodrigues.

Confira abaixo, na íntegra, a sentença do juiz Pedro Aujor Furtado Jr.