Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
140 Motivos

Cp 54: Os parques que nos fazem amar Criciúma

POR Archimedes Naspolini Criciúma, 06/12/2019 - 07:34Atualizado em 09/12/2019 - 10:17

140 motivos? Não! Com certeza, há muito mais do que apenas140. Amo Criciúma, por exemplo, pelos seus parques e praças. As praças já foram objeto de minha descrição em participações anteriores. Mas os parques merecem uma citação especial.
 
Há dois bosques que aguardam a iniciativa do poder público para se transformarem em parques botânicos da cidade: aquele no alto da colina cortada pela avenida dos imigrantes poloneses, alto do Bairro São Luiz e aquele que se vê à entrada da Velha Mina Quatro, pela Rodovia Luiz Rosso. São duas ricas porções da nossa mata Atlântica que precisam da ação do governo municipal para serem transformados em parques públicos do Município. Temos o Parque Centenário, que está tomando o nome do prefeito que o construiu, Altair Guidi, no qual estão localizados alguns dos mais importantes órgãos da administração pública. Temos o Parque das Nações, que tomou o nome do ex-prefeito Cincinato Naspolini, a mais charmosa área de lazer da Criciúma prosperana. E temos o Parque do Imigrante, no coração do Rio Maina, cujos equipamentos nos transportam à época da imigração fundadora do município.
 
Além dos três parques mencionados temos as áreas de preservação ambiental, uma das quais o Morro do Céu, no qual encontramos a sede da Fundação de Meio Ambiente de Criciúma.
 
Estas são fortes razões que nos determinam amar esta cidade que, exatamente dentro de um mês estará completando 140 anos de fundação.
 
Segunda-feira trarei novos motivos que me fazem amar este orgulho de cidade!