Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Covid-19: Dois hospitais da Amurel com 100% de lotação 

Hospital Santa Terezinha, de Braço do Norte, e Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão, apresentam quadros com todos os leitos ocupados
Vitor Netto
Por Vitor Netto Tubarão, SC, 03/07/2020 - 14:13
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Dois hospitais da Associação Municípios Região de Laguna (Amurel) estão com os seus quadros de ocupação de leitos destinados para o Covid-19 100% lotados. A região conta atualmente, de acordo com o último balanço encaminhado pela Secretaria do Estado da Saúde, com 1.428 casos. Em Tubarão, o Hospital Nossa Senhora da Conceição, está com todos os leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTIs) lotados. Em Braço do Norte, o Hospital Santa Terezinha conta com todas as suas internações clínicas destinadas para o Covid-19 também com o setor lotado. 

Conforme o gerente médico do Hospital Nossa Senhora da Conceição, Chafic Esper Kallas Filho, percebeu-se um aumento significativo de internação e ocupação de UTI nas últimas duas semanas. "Hoje temos 23 internados na enfermaria com suspeitas ou confirmações de Covid. Nós temos na UTI 20 leitos, 12 habilitados no SUS, esses com 100% de ocupação. Estamos esperando do Ministério da Saúde a liberação de mais cinco leitos para poder acomodar mais pacientes", explica. 

O hospital de Tubarão, junto com o Hospital Regional de Araranguá e o São José, de Criciúma, faz parte da região MacroSul de UTIs. "Quando não tem disponibilidade em um hospital, precisamos direcionar o paciente para outro hospital que tenha liberação e leito", comenta. "O leito de UTI não é tão simples de ser criado. Tem o ventilador, tem o leito de UTI? Não. Precisamos de uma estrutura qualificada com equipamento e pessoas. É uma soma de fatores para criar um leito de UTI. O que a gente consegue ampliar, a gente está trabalhando para isso", enfatiza.

Para ele, a situação de Tubarão está controlada. "Sabemos que a mortalidade da doença é alta e é um vírus de difícil manejo, mas a princípio os óbitos na cidade estão controlados", afirma. A cidade conta, de acordo com o relatório da prefeitura de quinta-feira, 2, com 517 casos, sendo que nas últims 24h registrou 49 casos. A cidade também conta com cinco óbitos. 

Cenário em Braço do Norte

Braço do Norte foi a cidade que registrou o primeiro caso transmissão comunitária no estado e foi uma das cidades epicentros no início da pandemia. O Hospital Santa Terezinha também está com os leitos direcionados para o Covid-19, 100% ocupados.

O hospital não conta com UTI, somente com internações clínicas. "Hoje estamos com os leitos direcionados para o Covid com a lotação de 100%. Estamos ampliando aproximadamente 30% dos demais leitos também para isso. A princípio todos os pacientes estão estáveis. Mas essa semana tivemos transferências para a UTI e também tivemos uma morte de um paciente de São Martinho", explica o diretor técnico do Hospital Santa Terezinha de Braço do Norte, José Nazareno Goulart Junior.

Hospital Santa Tereseinha em Braço do Norte (Foto: Divulgação)

Conforme o diretor, houve um aumento no fluxo de atendimento no setor de emergencia especializada para o Covid. "Temos médicos exclusivos só atendendo pacientes com síndrome respiratória e estamos observando o número de casos crescer na cidade", afirma. "Temos mais de 100 pacientes com a doença ativa, assim a transmissibilidade fica mais ativa. Se hoje chegar um novo paciente aqui, vamos precisar transferir para outro hospital", acrescenta. 

O Santa Terezinha não recebeu novos equipamentos e está atendendo somente com os equipamentos que já tinha a disposição do hospital. 

De acordo com o último relatório da prefeitura de Braço do Norte, divulgado na tarde de quinta-feira, 2, a cidade conta com 307 casos confirmados, sendo 111 doentes ativos e três óbitos.