Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Correios em greve nesta quarta-feira

Mobilização nacional dos carteiros, que reivindicam que os seus direitos se mantenham, segue ao longo do dia
Amanda Farias
Por Amanda Farias Criciúma, SC, 11/09/2019 - 09:16Atualizado em 11/09/2019 - 16:51
Foto: Amanda Farias / 4oito
Foto: Amanda Farias / 4oito

Desde às 6h da manhã desta quarta-feira, 11, cerca de 30 funcionários dos Correios se reuniram em frente à agência que fica localizada na Avenida Centenário, no bairro Santa Bárbara, em decorrência de uma greve. A paralisação é nos serviços de entrega de correspondências que acontece em todo o país. Os trabalhadores reivindicam que a empresa dê a contrapartida de reposição da inflação, oferecendo 0,8% de reajuste, sem chance de negociação.

“Hoje não é uma grave por questão de que vamos ganhar pouco de ajuste, eles se negam a dar a inflação, estão oferecendo apenas 0,8%. Era normal a gente ganhar pelo menos o valor da inflação, além de uma série de retirada de direitos que a gente tem. Isso significa uma redução de R$ 700,00 para cada trabalhador”, comenta Samuel de Matos, diretor do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios e Telégrafos (Sintact). “A gente sabe que isso tem a ver com a questão da privatização”, acrescenta.

Neste momento, os funcionários estão na agência central e deverão passar ainda por todas as agências para fortalecer o movimento. “É uma greve nacional. A gente não tem previsão e os serviços vão ficar apertados”, ressalta Samuel. 

Foto: Amanda Farias / 4oito

Ouça o podcast: