Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

"Como superar tempos difíceis" é pauta de live promovida pelo Sesc-SC

A transmissão ao vivo acontece nesta quinta-feira, 30 de julho, às 9h, pelo Instagram @Sesc_SC
Redação
Por Redação Florianópolis - SC, 27/07/2020 - 14:32
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Sesc Santa Catarina realiza a live "Resiliência - superando tempos difíceis", nesta quinta-feira, dia 30 de julho, às 9h, pelo Instagram @Sesc_SC. A conversa será conduzida pela psicóloga Fabíola Stenhaus Pires, do Sesc Estreito, com mediação da gerente de Saúde e Assistência do Sesc-SC, Jéssica da Luz Pereira Pucci.

O objetivo é trazer reflexões sobre como lidar com o momento atual, adaptar-se a mudanças, e superar obstáculos. A pandemia de Covid-19 colocou a população diante de diversas situações preocupantes: quarentena, demissões, cancelamentos de contratos, possibilidade de fechamento de empresas, trabalho remoto, paralisação de aulas e a restrição do direito de ir e vir livremente. Para muitos, essas mudanças vêm acompanhadas de muito estresse, angústia e ansiedade.

"O isolamento social e as incertezas sobre a crise que assola o mundo inteiro contribuem para o sentimento de impotência frente a um problema que ainda não sabemos como resolver e, muito menos, prever os resultados. Esse momento pede resiliência por parte de todos para que a vida continue seguindo o mais próximo possível da normalidade e que os aprendizados com esse desafio sem precedentes tragam mudanças significativas e necessárias para o futuro", explica a psicóloga.

Fabíola Stenhaus Pires (Psicóloga – CRP12/02920) é graduada em Psicologia pela Unijuí/RS há 23 anos. Atua na Clínica Integrada de Saúde do Sesc Estreito, onde atende crianças, jovens, adultos, idosos e casais. Cursa pós-graduação em psicologia analítica, abordagem baseada na obra de Carl Gustav Jung. Tem experiência com gestão de pessoas e especialização na área, além de vasta vivência e fundamentação teoria com grupos variados e jogos cooperativos. Também apresenta qualificação e vivências em danças circulares, ritos e contação de histórias.