Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Colégio militar em Criciúma vai ficar para 2020

Deputado Jessé Lopes está buscando as assinaturas que faltam para garantir a unidade
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 22/02/2019 - 10:32
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

No fim de junho de 2018 surgiu a ideia de implantar um colégio militar em Criciúma, a expectativa era de que já fosse aberto em 2019. A expectativa era montar turmas com 35 alunos, a partir do 6º ano. Quando for aberta, ao menos 50% das vagas serão para filhos de militares. Quem está à frente do projeto agora é o deputado estadual Jessé Lopes (PSL).

“Já conseguimos o aval da secretaria do estado, já tivemos o aval da Gered e da Polícia Militar, falta o do comandante geral. Temos que mostrar a importância dessa escola”, comentou em entrevista ao Programa Adelor Lessa. A unidade deve ser instalada na Escola Heriberto Hülse. “Essa escola trabalha com bem menos de 50% da capacidade de alunos, por esse motivo queremos colocar essa escola para funcionar”, disse.

Segundo ele, o local está quase pronto, bastaria iniciar os trabalhos. “Como tá muito em cima do ano letivo escolar, isso deve ficar só para o ano que vem, então vamos ter tempo para trabalhar na gestão da escola. Ela vai ser apenas administrativa, os professores devem ser concursados ou já disponíveis para trabalhar em escola pública, eles serão selecionados pelo militares”, afirmou.

Confira a entrevista na íntegra: