Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“Clínicos gerais estão prontos para atender crianças”

Segundo Secretária de Saúde de Criciúma, 90% dos casos atendidos no Hospital Santa Catarina não são hospitalares
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 08/09/2017 - 09:37Atualizado em 08/09/2017 - 09:40

Os secretário de Saúde da Associação de Municípios da Região Carbonífera (Amrec) aceitaram na última quarta-feira (6) a proposta de porta referenciada para o Hospital Materno Infantil Santa Catarina, apresentada pela prefeitura de Criciúma. Segundo a secretária de Saúde de Criciúma, Francielle Gava, 90% dos casos atendidos atualmente no HIMSC não são hospitalares.

“A porta não vai ficar fechada para ninguém, estaremos atendendo dentro do Hospital tudo aquilo que for demanda hospitalar”, explica Francielle.

De acordo com a secretária, com a porta referenciada será feita uma triagem no hospital para que sejam atendidos apenas casos de urgência e emergência.

 “Dependendo da classificação, o paciente vai ser orientado a retornar a rede básica para ser atendido pelo clínico geral. Este profissional é generalista e está apropriado para atender qualquer faixa, inclusive crianças”, esclarece.