Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Clássico entre Chapecoense e Avaí terá portões fechados

Polícia Militar não liberou a Arena Condá por falta de proteção entre o campo e a torcida
Erik Behenck
Por Erik Behenck Chapecó - SC, 17/02/2018 - 12:07
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

O clássico entre Chapecoense e Avaí, pela 9ª rodada do Campeonato Catarinense, terá portões fechados. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) informou a determinação de veto ao público pela ausência de laudo técnico de segurança. A Polícia Militar não liberou o estádio devido à falta de um acrílico, separando a torcida do campo.

Em uma conversa em cadeia, entre a Rádio Som Maior e a Rádio Super Condá, o locutor Ivan Carlos falou sobre as dificuldades encontradas para esta partida. Segundo ele, a média de público para os jogos da Chapecoense em casa é de 5 mil torcedores, mas para o confronto contra o Avaí esperavam 10 mil.

“A Arena Condá hoje está melhor do que nunca. É um estádio de Série A. Não tem nenhum fato aqui que denigre nossa torcida. O único fato foi lá na área azul, com o torcedor do Nacional (Uruguai) imitando o avião”, afirmou.

Ivan Carlos imagina que a colocação do acrílico abafaria os cânticos da torcida e prejudicaria a visão das partidas, principalmente em dias de chuva. “A Chapecoense recebeu a proposta de colocar público na ala sul e nas sociais. O presidente não aceitou, pois, estaria indo contra os torcedores”, completou.