Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Cavalo confirma o time para a estreia, Victor Guilherme joga (ÁUDIO)

Técnico do Criciúma, que pega o Concórdia quarta, espera apenas por Victor Guilherme
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 21/01/2020 - 17:28Atualizado em 21/01/2020 - 18:42
Fotos: Jota Éder / Timaço Som Maior
Fotos: Jota Éder / Timaço Som Maior

O Criciúma está definido para a estreia no Campeonato Catarinense, nesta quarta-feira, 22, contra o Concórdia, no Heriberto Hülse. A equipe de Roberto Cavalo está pronta, só vai mudar se o lateral Victor Guilherme for regularizado e entrar no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Paulo Gianezini; Carlos César, Rodrigo Milanez, Murilo Gomes e Bruno; Adenilson, Foguinho e Alisson Taddei; Andrew, Jajá e João, confirmou Cavalo.

“Estamos analisando todos eles, o time está praticamente definido, precisamos esperar o treino de hoje e algumas documentações, o que é normal, o famoso BID. O time está praticamente definido”, afirmou. “A dúvida é um atleta que não está 100% no BID, o Carlos César treinou, estamos esperando agora o Victor Guilherme, que se estiver disponível joga”, completou o técnico do Tigre.

O treinador foi questionado sobre não utilizar Luiz entre os titulares, goleiro que está no clube há anos e que tem um salário alto, sendo um nome ainda apontado que poderá deixar o HH. Assim, justificou a escalação de Gianezini.

“Ele acabou o campeonato jogando, tá bem, vai começar o campeonato. É um ganho que estamos tendo, gostamos de trabalhar com a base. O João é um atleta que foi em São Paulo e jogou, é um atleta de muita técnica, que vai começar a partida contra o Concórdia”, discorreu.

* A liberação de Victor Guilherme aconteceu durante a tarde.

O Catarinense vai ser disputado

O técnico Cavalo citou que aconteceu uma reunião de apresentação dos novos jogadores. Eles sabem do peso que a camisa tricolor tem e prometem dar o máximo.

“O Criciúma tem um peso grande, ontem conversamos com os atletas, os que chegaram agora, falaram bonito do Criciúma. Vemos o Brusque da maneira que vem atuando e crescendo no mercado, o Concórdia é um time que em 91 fomos fazer amistoso lá, que agora tem problema de documentação com alguns atletas. Queremos começar o campeonato com vitória, coisas que poderiam ser dúvidas, ficam mais fáceis de entender”, disse.

O comandante quer esquecer a campanha da Série B e focar no Estadual, que para ele é um dos mais disputados do país, já que seis clubes entram em condições semelhantes, enquanto no Rio Grande do Sul são dois, no Rio de Janeiro quatro e no Paraná três, exemplificou.

“Hoje temos que deletar, não adianta ficar martelando no passado, a torcida do Criciúma sabe que não foi a primeira vez que caiu. Temos que pensar daqui para frente no estadual, é uma equipe que está sendo montada a dedo. Esse ano vai ser um campeonato equilibrado, dos cinco e mais o Joinville, é o campeonato mais difícil dos estaduais”, concluiu.