Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Carta Aberta à Sociedade: Aciva cobra postura política em situações que envolvem o Sul catarinense

Em entrevista ao Programa Adelor Lessa desta sexta-feira, 3, o presidente da Aciva, Alberto Sasso, falou sobre o documento
Letícia Ortolan
Por Letícia Ortolan Araranguá - SC, 03/09/2021 - 08:23Atualizado em 03/09/2021 - 08:23
Foto: Arquivo / 4oito
Foto: Arquivo / 4oito

A Associação Empresarial de Araranguá (Aciva) enviou nesta quinta-feira, 2, uma Carta Aberta à Sociedade, cobrando postura dos políticos em relação às demandas da população. Entre os principais pontos destacados estão as obras paradas da BR-285 e a situação do curso de Medicina da Universidade Federal de Santa Catarina araranguaense, prestes a ser paralizado por falta de professores. 

Em entrevista ao Programa Adelor Lessa desta sexta-feira, 3, o presidente da Aciva, Alberto Sasso, falou sobre o documento. “É um alerta a população e a classe política. A Aciva está representando suas mais de 300 empresas, a gente tá tentando cobrar aquilo que são obras que vão impactar a região. Não adianta uma entidade ficar se posicionando com brigas de ego em Brasília”, destacou. 

O presidente ainda fez uma observação sobre os dois pontos em específico. “São assuntos que têm que ser resolvidos o quanto antes. Uma obra como essa, se vier a parar 100% e voltar em 2022, vai sair muito mais cara” indagou completando que “o curso de Medicina também não pode paralizar, é um projeto muito bacana para a educação e saúde pública da região”.