Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Capítulo 25 - Carlos Moisés

Os homens que governaram Santa Catarina
Por Archimedes Naspolini Filho Criciúma - SC, 31/12/2018 - 09:05Atualizado em 31/12/2018 - 10:00

CARLOS MOISÉS DA SILVA
Comandante Moisés
44º Governador de Santa Catarina – 2019/22

Foto: Guilherme Hahn / A Tribuna / Arquivo

Faz 51 anos que nascia, em Florianópolis, Moisés, um predestinado. Nessa data era enriquecida a família de Domingos da Silva e Irene Patrício da Silva, seus pais, com a sua chegada.
O Comandante é casado com Kesia Martins da Silva e pai da Sarah e da Raissa. Professa a religião Católica Apostólica Romana.

Criança brincava de ‘bombeiro’ e, se algum coleguinha já houvera escolhido essa farda, optava por ser ‘soldado’. E foi crescendo, assim, sem perder as escolhas infantis.

Aos 20 anos – 1987 -  ingressou na Academia Militar de Santa Catarina, matriculado no Curso de Formação de Oficiais concluído em 1990, ano de seu ingresso nos quadros do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina. Nessa corporação desenvolveu suas aptidões nas unidades de Florianópolis, Criciúma e Tubarão, desta na condição de Comandante. Nas duas cidades do Sul foi Coordenador Regional de Defesa Civil.

Em nível estadual foi Corregedor Adjunto do Corpo de Bombeiros com atuação junto ao Comandante Geral. Na secretaria de Justiça e Cidadania teve a seu encargo os estudos e ações na prevenção contra incêndio e pânico nas unidades prisionais do sistema.

O exercício do comando do Corpo de Bombeiros de Tubarão valeu-lhe o apelido pelo qual todos os conhecem: Comandante! Comandante Moisés!

Moisés é bacharel em Direito graduado pela Universidade do Sul de Santa Catarina – Unisul – da qual foi professor de Direito Administrativo e Constitucional. Advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil. Militar da reserva na patente de Coronel de Reserva do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

PSL – Trajetória política

O Partido Social Liberal é uma agremiação política historicamente alinhada ao social-liberalismo, mas atualmente liberal apenas no âmbito econômico, defendendo o conservadorismo nos costumes. (Wikipédia). Foi fundado em 30 de outubro de 1994.

Em março de 2018, acolhendo convite que lhe fizera o seu amigo, presidente da sigla e pré-candidato a senador, Lucas Esmeraldino, o Comandante Moisés se filiou ao PSL. E o fez por comungar do ideário político do Deputado Federal Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República. Aceitou fazer parte da Comissão Executiva estadual e foi escalado para ser candidato ao governador do Estado. Aceitou.

Na primeira pesquisa de intenção de votos levantada pelo Ibope, somou 1% da preferência do eleitorado. Na última, 12%, atrás de Mauro Mariani-MDB, 31%, Gelson Merisio-PSD, 29% e Décio Lima-PT-23%.

Nas eleições de 7 de outubro de 2018 ficou em segundo lugar com a soma de 29,72%, ou 1.071.406 dos votos válidos. Foi para o segundo turno com o candidato do PSD, deputado Gelson Merisio.

Os eleitores catarinenses, no dia 28 de outubro, deram-se 71,09% - 2.644.179 – dos votos válidos e fizeram do Comandante Moisés o 44º Governador de Santa Catarina.

Daniela Reinehr, vice-governadora

Bibliografia: Corrêa, Carlos Humberto, Os Governantes de Santa Catarina de 1739 a 1982, Editora da UFSC, 1983; Arquivo Público de Santa Catarina; Wikipédia, Internet; Governo do Estado de Santa Catarina, Diário Catarinense. 
Contato com o autor: naspolini@engeplus.com.br