Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Capítulo 22 - Luiz Henrique da Silveira

Os homens que governaram Santa Catarina
Por Archimedes Naspolini Filho Criciúma - SC, 26/12/2018 - 13:12Atualizado em 26/12/2018 - 15:35

LUIZ HENRIQUE DA SILVEIRA
37º e 39º Governador de Santa Catarina – 2003/06 e 2007/10

Luiz Henrique políco

Deputado Estadual, de 1971 a 1975. Prefeito de Joinville, de 1977 a 1982. Ministro da Ciência e Tecnologia, 1987 a 1988. Deputado Federal de 1975/97. Prefeito de Joinville, de 1977/82 e 1997/02. Durante a Constituinte exerceu papel importante na articulação política que lhe confiou o Presidente Ulysses Guimarães, de quem era muito amigo. Em 1993 foi Presidente Nacional do PMDB (1993/95), havendo, antes, presidido os diretórios municipal e regional desse partido em Santa Catarina. Governador do Estado, de 2003/06 e 2007/10. Senador da República, de 2011/15. Em 2015 disputou a presidência do Senado e foi vencido por Renan Calheiros.

Este o currículo político de Luiz Henrique da Silveira, Advogado, nascido em Blumenau a 25 de fevereiro de 1940 e falecido em Joinville a 10 de maio de 2015, em cujo cemitério municipal repousa.

Dados pessoais

Filho de Moacir Iguatemy da Silveira e Delcides Clímaco da Silveira, é descendente de Dom Luiz Maurício da Silveira, Comandante da então Capitania de Santa Catarina (1805/17). 

Casado com Ivete Appel da Silveira. Dois filhos.

Formado em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina residia em Florianópolis e ali era Professor. Em 1966 mudou domicílio para a cidade Joinville.

Luiz Henrique governador

Luiz Henrique foi o primeiro governador reeleito em Santa Catarina, feito alcançado em 19 de outubro de 2006 com os votos de 52,7% do eleitorado barriga-verde. Seu companheiro de chapa, no primeiro governo, foi Eduardo Pinho Moreira, que completou o mandato como governador e, no segundo período, Leonel Pavan que, da mesma forma, encerrou a mandato para o qual foram eleitos.

A principal característica do Governo Luiz Henrique foi a criação de 30 secretarias Regionais cobrindo todas as microrregiões do Estado. Esse ato, de pronto, mereceu muitas críticas de seus oponentes, haja vista o número de cargos comissionados criados para viabilizar o funcionamento dessa administração descentralizada.
Em 2010 concorreu – e foi eleito - a uma cadeira da Câmara Alta do Congresso Nacional. 

Luiz Henrique morreu

A 10 de maio de 2015, recolhido ao seu apartamento na Praia de Itapema, tendo almoçado, sentiu-se mal. Levado a hospital em Joinville, foi a óbito, com diagnóstico acusando enfarto do miocárdio. O Brasil foi tomado de surpresa por essa morte, de vez que Luiz Henrique era uma liderança nacional e, no senado, uma presença marcante especialmente na arte das articulações políticas. Foi sepultado no Cemitério Municipal de Joinville.

Completou seu mandato o 1º suplente de senador, Dalirio Beber, do PSDB.

Luiz Henrique publicou “Antenas e Raízes, Artigos e Crônicas, editora Letradágua, 2005.

Leonel Arcangelo Pavan, 40º Governador do Estado

Vereador à Câmara Municipal de Balneário Camboriú, 1983/88. Prefeito Municipal de Balneário Camboriú três vezes: 1983/88, 1989/92, 1997/02.

Deputado Federal: 1995/96. Senador da República: 2003/06. Vice-Governador do Estado: 2007/10. Governador do Estado: 2010/10, completando o mando de Luiz Henrique que renunciara para concorrer ao senado. Deputado Estadual no período 2015/19. Secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, em 2017.

Pavan é natural de Sarandi-RS, onde nasceu dia 7 de setembro de 1954. Filho de Rodesindo e Rosina Pavan. Casado com Maria Bernardete Pavan e pai da Juliana e do Leonel Júnior. Seus pais, com a família, escolheram Ponte Serrada, Meio Oeste catarinense, para residir. Leonel se radicou em Balneário Camboriú cujo município foi levado ao cenário turístico internacional graças às suas ações à frente da prefeitura em três períodos. A defesa e o incremento ao turismo são as marcas de sua passagem pela vida pública. Em retribuição à sua dedicação ao turismo recebeu  vários títulos honoríficos e condecorações.

A trajetória político-partidária de Leonel Pavan é esta: PMDB, PDT, PSDB. Deste é secretário do Diretório Nacional.

Bibliografia: Corrêa, Carlos Humberto, Os Governantes de Santa Catarina de 1739 a 1982, Editora da UFSC, 1983; Arquivo Público de Santa Catarina; Wikipédia, Internet; Governo do Estado de Santa Catarina, Diário Catarinense. 
Contato com o autor: naspolini@engeplus.com.br