Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Bairro da Juventude já pensa em alternativas para 2020

Instituição firmou convênio de dois anos com a Fiesc, mantendo os recursos para formação de mais de 500 alunos
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 17/01/2019 - 08:03Atualizado em 17/01/2019 - 08:05
(foto: divulgação)
(foto: divulgação)

Foi assinado na manhã de quarta-feira (16) o convênio entre Bairro da Juventude, Fiesc, Sesi e Senai. O contrato é válido até o fim de 2020, garantindo a continuidade dos repasses que possibilitam a capacitação dos jovens da instituição. O Senai é parceiro do Bairro da Juventude há mais de 60 anos, auxiliando 540 alunos.

“É um trabalho extremamente importante e a Fiesc reconhece. Mas, temos algumas restrições legais a ser mantidas pelo Senai, seria mais um trabalho social, então fizemos um convênio que parte dos recursos sai do Senai e parte sai do Sesi, que é mais ligado as causas sociais”, afirmou o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar.

De acordo com o presidente do conselho deliberativo do Bairro da Juventude, José Altair Back, já estão buscando projetos para 2020, quando o convênio vencer. A mudança na parceria vinha sendo discutida desde o fim de 2018 e correu o risco de ser totalmente suspensa.

“É muito importante, nós conseguimos manter a missão do Bairro, que é buscar jovens de risco social, dar uma oportunidade para desenvolver capacidades. Vamos ter mais de 200 jovens formados e 98% deles saem empregados. Para muitas crianças a única oportunidade é no Bairro da Juventude”, disse.