Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Avaí, o time que não sai do elevador

Equipe subiu em 2014, 2016 e 2018, caindo em 2015 e 2017
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 20/10/2019 - 13:21
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Em 2014 o técnico Geninho disse durante uma entrevista que o Avaí não poderia ser o time do elevador, aquele que sobe em um ano e cai no outro. A orientação de Geninho fazia muito sentido. Naquela temporada o time garantiu acesso para Série A, assim como fez em 2016 e 2018, porque caiu em 2015 e 2017, e caminha para o mesmo em 2019.

Naquela temporada o campeão da Série B foi o Joinville, enquanto Leão da Ilha herdou a vaga do América-MG, punido com a perda de 6 pontos. A passagem pela Série A foi bem rápida, em 2015 a equipe somou 42 pontos, 1 a menos do que o rival Figueirense e 2 atrás do Coritiba. Não teve jeito, o Avaí voltou para a segundona.

A campanha do Avaí na segunda divisão de 2016 foi boa, terminando como vice-campeão, à frente do Vasco da Gama e do Bahia. E o rebaixamento de 2017 foi dolorido, a equipe somou 43 pontos, a mesma quantidade do que o Coritiba e o Vitória, sendo que os baianos escaparam no saldo de gols, o Leão ainda tinha uma vitória a menos do que os dois times.

Experiente na competição, o Avaí subiu de novo no ano passado, dessa vez com apenas 61 pontos, suficientes para acabar em terceiro lugar. Agora na primeira divisão, o time da capital parece brigar apenas contra a Chapecoense, somando até aqui 17 pontos, sua pior campanha entre todos os rebaixamentos. A próxima tentativa de vitória é contra o São Paulo, neste domingo, às 16h.

A última vez que o Avaí permaneceu por mais de uma temporada na mesma divisão foi entre 2012 e 2014, quando entrou no elevador e não saiu mais. Antes, em 2009 o time voltou a Série A depois de 30 anos, ficando na elite até 2011.

Tags: Série A avai