Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Até sexta-feira, novas regras publicadas pelo Estado

Secretário de Estado da Saúde, André Mota Ribeiro, afirma que regramentos serão divulgados
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Florianópolis, SC, 24/09/2020 - 11:39Atualizado em 24/09/2020 - 11:40
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Típico de todas as quartas-feiras ao longo da pandemia, o Governo do Estado não divulgou o mapa que aponta a matriz de risco nesta semana. Isso porque, a Secretaria de Estado da Saúde faz adequações na metodologia, foi o que afirmou o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, em entrevista ao Programa Ponto Final, da Rádio Som Maior.  “O mapa tende a mostrar melhoria do cenário. O que estamos fazendo é uma recalibragem na matriz de risco porque o momento é outro. Estamos fazendo adequações, vendo se elas fazem sentido”, salientou.

Ribeiro também revelou que regramentos para todas as atividades serão publicadas pelo Governo do Estado até esta sexta-feira, 25. “Temos trabalhado todos os dias para trazer regramentos e novidades, temos compromisso de finalizar até o fim da semana o nosso Plano de Retomada Econômica com regramentos e todas as atividades sociais e econômicas impactadas pela Covid-19. Estes regramentos estão lincados à matriz de risco sanitário. Vamos regrar todas as atividades, inclusive eventos, escolas. Temos conversado com todos os setores. Vai ter regramento, mas tem que estar lincado à matriz de risco”, citou.

O secretário ressaltou a desaceleração dos casos no estado. “Houve uma desaceleração da quantidade de transmissão do vírus. Santa Catarina ostra uma decrescente no número de óbitos, que pode se chamar do término da primeira onda, como o pessoal gosta de chamar. É um cenário mais tranquilo, mas é importante que a gente mantenha o regramento, e um olhar atento às rotinas diárias, porque quando olhamos para Europa, a segunda onda atingindo muito forte outros países. O nosso objetivo é evitar que isso ocorra em Santa Catarina”, concluiu.

O diretor executivo da Amrec, Giovani Dagostin, disse também ao Programa Ponto Final, que foi pego de surpresa com a informação de que a matriz não seria publicada nessa quarta-feira. “A previsão é que saia até sexta-feira. A informação que chega até nós dá conta que o motivo seriam alterações na metodologia que o Estado vem adotando na matriz de risco. A última matriz do Estado havia feito uma modificação na metodologia. Antes considerava todos os leitos da região de saúde, e no último mapa considerou apenas os leitos de UTI Covid-19. Isso fez com que algumas regiões saíssem do gravíssimo e passassem para o grave e outras passaram do grave para o gravíssimo. Mas o Estado não chegou a detalhar como procedeu e agora acontece da mesma forma”, destacou.

Além disso, Dagostin relatou que mesmo com a desaceleração, não há expectativa que saia do grave para o risco alto. “Devido a quantidade de casos ativos, porém há esta esperança para as próximas semanas. A taxa de ocupação de leitos Covid-19 e é abaixo de 50%. Este era um condicionante que vinha causando problemas para a região, mas graças a Deus este número bem caindo. Algumas portarias devem ser publicadas até o fim da semana, não posso antecipar, mas vem coisa nova”, finalizou.

Tags: coronavírus