Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Árbitro de Tigre contra Marinheiro deve ser afastado do Catarinense

Rodrigo D'Alonso Ferreira não deve mais apitar primeira fase após supostos erros contra o Marcílio Dias
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Itajaí, SC, 05/04/2021 - 17:51Atualizado em 05/04/2021 - 17:54
Rodrigo D'Alonso Ferreira, ao fundo, observa lance de ataque do Tigre (Foto: Celso da Luz / Criciúma EC)
Rodrigo D'Alonso Ferreira, ao fundo, observa lance de ataque do Tigre (Foto: Celso da Luz / Criciúma EC)

Segundo o colunista da NSC, Rodrigo Faraco, o árbitro Rodrigo D'Alonso Ferreira, que apitou Tigre contra o Marcílio Dias no domingo, foi afastado pela comissão de arbitragem da Federação cAtarinense de Futebol (FCF).

O principal motivo foi a não-marcação de uma falta de João Carlos, do Tigre, no atacante Franklin, do Marinheiro, na origem do gol de empate do Criciúma, que decretou o placar final de 1 x 1.

Aos 31 minutos da segunda etapa, o atacante do Tigre calçou o jogador adversário no campo de defesa, roubou a bola, conduziu-a por quase todo o campo e marcou o gol, em forte chute cruzado. D'Alonso estava próximo ao embate entre João Carlos e Franklin e deixou o jogo correr. 

O lance tirou o atacante do Marinheiro da partida e rendeu muitas reclamações dos jogadores do Marcílio Dias. De acordo com Faraco, Rodrigo D'Alonso Ferreira não deve mais atuar na primeira fase do Catarinense. 

Após a partida, a conta oficial do Marcílio Dias no Twitter fez críticas contundentes à atuação de D'Alonso. Além do lance que originou o gol do Tigre, há reclamação em relação a uma possível falta de Alemão, na risca da área, que poderia dar ao zagueiro o segundo cartão amarelo, e em outros dois lances: duas supostas agressões de Moacir que não renderam nem cartão amarelo.