Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Após renovar com a Alianda, Tigre busca novos patrocinadores

Clube busca parceria com o Giassi para a temporada de 2021
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 20/01/2021 - 10:07Atualizado em 20/01/2021 - 10:09
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Criciúma Esporte Clube confirmou a renovação com um de seus grandes patrocinadores, a Alianda Pisos e Azulejos, e continuará tendo a logomarca da empresa estampada na parte frontal de seu uniforme ao longo da temporada de 2021. Além do importante contrato, o Tigre segue em busca de novos patrocinadores para impulsionar o clube.

“É uma novidade muito importante para que continuemos trabalhando, agora, com o apoio da Alianda, um apoio especial. Desta vez o Guedes e toda a família Alianda me surpreendeu com esse patrocínio. Estamos muito satisfeitos, não só eu como toda a equipe comercial e marketing do clube, porque isso é um golaço fora de campo”, destacou o presidente do Tigre, Anselmo Freitas.

Segundo Anselmo, a Alianda confiou plenamente na nova equipe administrativa do Criciúma e, mesmo sem ainda ter assinado o contrato propriamente dito, já garantiu o pagamento antecipado de todas as parcelas até o fim do ano. Para o presidente, a ação dá ainda mais coragem para que o clube invista em uma equipe mais competitiva.

“O Criciúma é a nossa grande marca, com o início desse novo ciclo, uma nova gestão com pessoas renomadas e ótimos gestores. A Alianda tem uma história ligada ao Criciúma, e não poderia deixar de dar um sinal e acenar com um gesto de confiança para a direção”, destacou o proprietário da empresa, Vilmar Guedes.

O Criciúma, que recentemente também firmou uma parceria com a Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), continua em busca de novos patrocinadores. O Giassi, inclusive, é uma das possíveis apostas do Tigre para 2021.

“Estamos na Central do Giassi em uma reunião com a diretoria do Giassi em busca de novos patrocínios e oportunidades para que o Criciúma possa resolver sua parte financeira e que tenha sustentabilidade em 2021, assim como nos próximos anos”, ressaltou Anselmo.