Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Antes do Glória a Deus: Daciolo revela que era 'mulherengo' e 'beberrão'

No The Noite o deputado federal falou sobre seu passado, sobre as estátuas da Havan e resultados das eleições
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 30/10/2018 - 17:20Atualizado em 30/10/2018 - 17:22
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Uma das figuras mais icônicas das Eleições 2018, o deputado federal Cabo Daciolo (Patriota) participou do programa The Noite, apresentado por Danilo Gentili, desta segunda-feira (29). Além de comentar o resultado das urnas, Daciolo falou sobre seu passado, antes de Deus.

Ele contou que já foi 'da bagunça'. “Baguncei bastante. Eu aceitei Jesus Cristo com 27 anos. Existe uma luta diária. Todos os dias você enfrenta uma luta contra a tua carne. Eu era um homem muito mulherengo e beberrão. Gostava de cerveja e caipirinha”, revelou.

Daciolo contou ainda que é filho de militar e que nasceu em Florianópolis, Capital de Santa Catarina, mas foi morar no Rio de Janeiro quando ainda era um bebê. “Eu, particularmente, só fui para Florianópolis uma única vez”, explicou.

Outro assunto tratado no programa foi a popularidade de seu irmão mais novo, Victor Bahiense, na internet. “Esse jovem está com 22 anos, é um garoto bonito. Ele tem a namorada dele e conhece Jesus”, esclareceu.

Daciolo X Estátuas da Havan

Uma das marcas da campanha de Cabo Daciolo, quando candidato à presidência, foi a promessa de derrubar as estátuas da rede Havan. “Eu sempre falei muito de patriotismo, nacionalismo e civismo. A Estátua da Liberdade está em todos os Estados do nosso país. O que acontece é: de onde vem a Estátua da Liberdade? De onde ela vem? Os francesas tentaram dar pro Egito e o Egito não aceitou. Por trás da Estátua, pesquisa, tem os Illuminatis, a Nova Ordem Mundial e a Maçonaria. Até os números da construção tem os números da numerologia que eles acreditam muito”, disse.