Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

André Liohn: catástrofes, conflitos e imagens premiadas

Fotojornalista foi o entrevistado da tarde desta quinta-feira no Programa Do Avesso
Redação
Por Redação Criciúma - SC, 25/04/2019 - 16:46Atualizado em 25/04/2019 - 16:52

O Fotojornalista André Liohn nasceu no interior de Botucatu (SP). De família humilde, deixou o Brasil aos 20 anos para morar na Noruega. Aos 30 anos começou a fotografar, registrando usuários de heroína na Europa e a catástrofe humanitária na Somália. Liohn cobre conflitos no Oriente Médio, África Oriental e América do Sul.

Em abril de 2012, ele ganhou o Robert Capa Gold Medal Award do Overseas Press Club por sua reportagem fotográfica sobre a guerra civil da Líbia em 2011, sendo o primeiro - e ainda hoje único- sul-americano a ganhar o prêmio.

No Programa Do Avesso desta quinta-feira, 25, ele compartilhou suas experiências com Pity Búrigo e Mano Dal Ponte. "Aos 30 anos comprei minha primeira máquina fotográfica. Isso porque eu viajava muito a trabalho e não registrava. Naquele momento tudo ainda era muito precário. Eu fazia as fotos e mandava para o meus pais", detalhou.