Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Alunos da Escola S doam cadeiras de rodas pets para Rede do Bem

Projeto faz parte de uma iniciativa utilizando a metodologia STEAM que é integrada ao Ensino Médio na instituição
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 16/06/2021 - 20:35
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Fazer o bem sem olhar a quem. Este foi o lema dos alunos do 2º ano da Escola S de Criciúma ao organizarem o projeto para a produção de cadeiras de rodas para pets. A ação beneficiou a Rede do Bem, de Cocal do Sul. Para a produção das cadeiras, que foram entregues nesta quarta-feira (16), os estudantes utilizaram uma impressora 3D e cortadora à laser, disponibilizadas pela instituição de ensino.

A Escola S utiliza a metodologia STEAM, que é integrada ao Ensino Médio Integrado com Itinerário de Educação Básica, onde o estudante é estimulado a refletir sobre problemas reais e descobrir como solucioná-los na prática, através da artes, matemática, ciências, engenharia e tecnologia para construir projetos, com o objetivo de desenvolver as habilidades necessárias para os alunos realizarem projetos com maior autonomia, aplicando os conhecimentos adquiridos nas aulas curriculares. "Montar este projeto foi desafiador, pois precisamos entender a necessidade do animal. O processo foi prazeroso pelo fato de estarmos realizando uma boa causa. É muito gratificante ver a conclusão do projeto", conta a aluna, Maria Laura Bongiolo Nunes.

Desde a fundação, a Rede do Bem já resgatou mais de 1 mil animais em situação de vulnerabilidade na região. O foco da voluntária e fundadora da Rede, Edsânia Tavares, é resgatar aqueles animais que são invisíveis para a sociedade. "Eu fiquei muito feliz pelo projeto, pois o futuro da causa animal está nas mãos destes que produziram as cadeirinhas. Ela é um item essencial para o bem-estar dos animais, sabemos que eles podem ficar apenas uma hora por dia [na cadeirinha], mas será uma hora com qualidade, e isso é muito importante", explica.

Para a supervisora educacional, Gabrieli Borges Ugioni Felipe, esta ação beneficente também é uma forma de aliar teoria e prática. "Este projeto surgiu de uma unidade curricular do STEAM chamada 'Fabricação digital e modelamento geométrico' e a professora Diana Morona desenvolveu com eles as cadeirinhas pets para poder colocar em prática os conteúdos que estavam vendo em sala de aula, aprimorando assim, as habilidades desenvolvidas em sala de aula. Lá no curricular obrigatório, eles estão estudando vários elementos da matemática, que agora eles colocaram em prática, desenharam, imprimiram e fizeram uso da tecnologia para poder montar as cadeirinhas e finalmente encaminhar para doação", completa.