Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Administradora inicia processo de saída do Hospital do Rio Maina

Contrato com o Instituto Armoni encerrou nesta semana
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 02/09/2021 - 18:38Atualizado em 02/09/2021 - 19:25
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Com o fim do contrato, o Instituto Armoni, iniciou o processo de desvinculação do Hospital de Retaguarda do Rio Maina, montado para auxiliar no atendimento de pacientes de Covid-19.
A gestora Assistencial do instituto, Francielli Bortolotto, diz que apenas seis profissionais seguem atuando no local, apenas em serviços internos. “Os outros, infelizmente tivemos que fazer a rescisão. São mais de 100 em regime de CLT, além de terceirizados, prestadores de serviços. Foi um time muito grande engajado para que o hospital atendesse essas 750 pessoas que passaram pelo hospital nestes nove meses”, fala.

O hospital continua montado, porém apenas com equipamentos montados pelo Estado e pela Prefeitura. “Outros precisaram ser locados devido ao alto valor e por que não se sabia se o hospital continuaria ou não. Neste período houve a necessidade de locações que se deram por parte do instituto e não pela Prefeitura. Finalizando o contrato devido à baixa de pacientes, consequentemente tivemos que dar o aviso aos prestadores de serviços e iniciar a devolução dos equipamentos”, explica Francielli.