Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Adelor Lessa é padrinho de formatura do Bairro da Juventude

Solenidade ocorreu na última terça-feira, 17, na sede da instituição 
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 18/12/2019 - 14:45
Foto: Divulgação / Bairro da Juventude
Foto: Divulgação / Bairro da Juventude

O diretor da Rádio Som Maior, Adelor Lessa, foi um dos padrinhos da formatura dos cursos de Aprendizagem Industrial do Bairro da Juventude. Ao todo, 356 alunos receberam os seus diplomas e Lessa foi o padrinho da turma de Mecânica Geral. A formatura ocorreu na noite desta terça-feira, 17, no Centro Multiuso Angela Elda Venditti, no Bairro da Juventude. 

Os cursos que colaram grau foram os de Cozinheiro Industrial, Mecânica de Automóveis, Padeiro e Confeiteiro, Eletrecista de Manutenção Eletroeletrônica, Mecânica Geral, Programador de Computador e Mecânica de Manutenção de Máquinas em Geral. 

A formatura é profissionalizante e prepara jovens entre 14 a 18 anos. Os cursos têm duração de um e dois anos. "Isso é mais um serviço prestado pelo Bairro para a cidade na formação de jovens para a vida profissional. Todos saem dali encaminhados. Mais da metade já sai com emprego garantido. A outra parte é de que em três meses já tenham emprego", coloca. "Sempre bom os efeitos e fatos positivos gerados pelo Bairro da Juventude", finaliza. 

Em seu discurso no evento, Lessa frisou a busca constante pelos objetivos de cada jovem. “Corram atrás dos seus sonhos e sejam gratos por ter estudado nessa instituição, que tem trabalho reconhecido no Brasil, no mundo e é referência. Eu quase fui aluno do Bairro, por isso tenho um carinho tão especial por essa instituição”, disse o jornalista.

Para o Lessa, o evento é de extrema importância haja visto que o repasse que mantém os cursos estava ameaçado e depois de muita luta conseguiram mantê-lo e concluir mais um ano de atividades. "No fim do ano passado e no início deste ano, o Senai e a Fiesc anunciaram o corte do recurso para o Bairro da Juventude que mantém esses cursos. Na época fizemos uma grande mobilização, por meio da Rádio e outros órgãos, questionamos e buscamos informações em defesa desse repasse", comenta. 

O repasse foi mantido e, para Lessa, isso é reflexo do trabalho realizado. "A formatura é o resultado desse 'barulho' feito. A mobilização deu certo e isso é serviço feito", completa. 

 

Foto: Divulgação Bairro da Juventude