Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Adelor Lessa comenta as mudanças dos jornais da NSC

Jornalista cita a mudança de foco dos veículos. Para ele, o Tribuna de Notícias se firma como o maior jornal diário de Santa Catarina
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma, SC, 17/10/2019 - 14:06Atualizado em 17/10/2019 - 14:06
Divulgação
Divulgação

A partir do dia 26 de outubro os jornais Diário Catarinense, Santa Catarina (Santa, de Blumenau) e A Notícia, de Joinville, não serão mais diários impressos, passando a serem publicados somente no fim de semana, no formato de revista. Durante a semana, estes jornais se dedicarão às suas versões online no site do NSC Total - assim como o Hora de Santa Catarina, que passará a produzir conteúdo apenas para a internet.

Segundo comunicado oficial divulgado pelo Grupo NSC, essas mudanças surgem com o intuito de ampliar o conteúdo online para que ele chegue onde grande parte de seu público já está - na internet. Enquanto as versões impressas semanais, estas prometem trazer um produto “sofisticado e com conteúdo aprofundado”, conforme diz o presidente da NSC Comunicações, Mário Neves. 

Confira também - NSC e a guinada dos jornais impressos

Para o jornalista e fundador da Associação de Diários do Interior de Santa Catarina (ADI-SC), Adelor Lessa, esta guinada dos jornais impressos do estado se deve ao fato do Grupo NSC não ter conseguido acompanhar os “novos tempos”.

“Eu entendo que este foi o equívoco da NSC: não acompanhou os novos tempos. Ficou um jornal sem conteúdo, sem qualidade de conteúdo. Um jornal que não era um jornal estadual e que não era um jornal local. Ultimamente o Diário Catarinense não era um jornal da capital, então ele não pegava na capital porque não era um jornal de lá, mas ele também não pegava no interior porque era muito mais um jornal da capital do que do interior. Então ele não era de lugar nenhum, o seu conteúdo era frágil” comenta Adelor, afirmando que o grupo NSC não acompanhou o período de agregação de conteúdo na internet, tomando assim uma decisão equivocada.

Segundo Adelor, esta mudança com os jornais do grupo NSC acaba consagrando o jornal A Tribuna de Notícias, de Criciúma, como o maior jornal impresso diário de Santa Catarina.

 “O Tribuna de Notícias é um jornal forte por que? Ele é um jornal forte, que aumenta o seu conteúdo e sua tiragem, porque ele tem conteúdo local que ainda atrai os assinantes e leitores aqui da região. Ele tem um material de primeira, novo e exclusivo e aí ele atrai os seus clientes. Ele trabalha nas duas plataformas e esse é o x da questão: acompanhar os novos tempos é trabalhar nas duas plataformas, o jornal impresso que também tem plataforma online. Se você não fazer essa liga você mata o jornal impresso, e mais do que matar um jornal impresso, você mata uma marca”, ressalta o jornalista.