Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Aciva pressiona pela retomada de R$ 20 mi para BR-101

Empresários de Araranguá se associam à ação movida no STF contra o Fundão Eleitoral
Por Maira Rabassa Araranguá, SC, 08/02/2022 - 09:03 Atualizado em 08/02/2022 - 11:21
Marginal da BR-101 em Araranguá que ficou sem dinheiro cortado pela União / Foto: Gregório Silveira / 4oito
Marginal da BR-101 em Araranguá que ficou sem dinheiro cortado pela União / Foto: Gregório Silveira / 4oito

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

A Associação Empresarial de Araranguá e Extremo Sul Catarinense (Aciva) está com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar o Fundo Eleitoral. De acordo com Alberto Sasso de Sá, presidente da entidade, a intenção da ação é que a grande maioria da população está contra e que recursos de outras áreas estão sendo cortados para destinar os valores para o “Fundão”.

“Temos que fazer uma união de esforços para pressionar o Governo Federal sobre esses cortes. Nós já vínhamos alertando que iriam tirar recursos de outras áreas como da saúde, educação, infraestrutura para destinar dinheiro para esse Fundão. Falta representação política na Câmara e no Senado”, destaca o presidente da Aciva. 

Dos R$ 40 milhões que a União cortou das obras das rodovias catarinenses, 50% foram de obras para as marginais da BR-101 em Araranguá, um total de R$ 20 milhões.

"É uma área muito importante para crescer. Foi buscado os recursos e foram cortados. Precisamos cobrar dos deputados federais e buscar outras entidades da região para fazer essa pressão popular para que a União tenha um olhar mais apurado para o sul catarinense que mais uma vez é deixado de lado pelo Governo Federal”, desabafa Sasso. 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito