Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Acélio Casagrande fala sobre a dívida de R$ 1 bilhão da Secretaria da Saúde

Secretário revelou que alguns prestadores de serviço fazem mais do que o contratado
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 02/03/2018 - 18:36Atualizado em 02/03/2018 - 19:08
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Com pouco mais de um mês na Secretaria de Estado da Saúde, Acélio Casagrande revelou dívidas de R$ 1 bilhão. Aproximadamente R$ 500 milhões são pendencias com fornecedores e prestadores de serviços. O secretário pretende renegociar contratos e exemplificou um deles, em Chapecó, no valor de R$ 37 milhões.

“Nós estamos avaliando porque tem muitas coisas que são serviços prestados a mais do que tem no contrato”, afirmou Casagrande.
Considerando o fluxo de caixa, o valor destinado para dívidas é de R$ 6 milhões por mês. A ideia é ampliar o valor para R$ 20 milhões, dentro de dois meses, evitando mais dívidas.

“Nós estamos equacionando e discutindo, chamando cada fornecedor, para negociar em parcelas mais longas. É um grande trabalho, difícil e cansativo. Acredito que até o fim do ano tenhamos resolvido”, completou o secretário.