Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
Exclusivo

Acafe lamenta venda da Unisul e teme pelo futuro da educação na região

Confira a entrevista do presidente da Acafe, Claudio Jacoski, que detalha os efeitos negativos da perda do caráter comunitário da universidade
Erik Behenck
Por Erik Behenck Tubarão - SC, 14/11/2019 - 09:51Atualizado em 14/11/2019 - 15:43

Com dívidas milionárias, a Unisul foi negociada com o Grupo Ânima. Por enquanto a universidade ainda é membro da Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), que conta com outras 13 comunitárias e duas públicas. Segundo o presidente da Acafe, Claudio Alcides Jacoski, a população deverá sentir os efeitos ao longo dos próximos anos.

“A gente até sabia desse processo, de que isso estava acontecendo, para nós é um tanto quanto preocupante. A maioria das instituições já tem mais de 50 anos, são universidades que surgiram pelo desejo da comunidade e agora a gente vê essa perda. Santa Catarina perde um grande instrumento de desenvolvimento regional, perdemos uma das principais instituições do sistema Acafe”, afirmou.

Para ele, a região perderá um mecanismo de desenvolvimento. A entidade até acompanhou a negociação, mas não estava por dentro da questão. “Tivemos um período de acompanhamento desta situação. Nós fizemos algumas viagens a Brasília, junto com o reitor. A Acafe não participou diretamente deste processo”, citou Jacoski.

Quando a venda for concluída, a Unisul passará a ser uma universidade privada e não mais comunitária. “São nascidas no poder público municipal, então a gente acredita que a origem delas não pode ser discutida e nem questionada. Elas se mantém com recursos próprios”, concluiu o presidente da Acafe.

Confira abaixo a entrevista de Claudio Jacoski, presidente da Acafe

Tags: acafe unisul