Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A história da catarinense que salvou milhares de crianças da morte pela fome

“Zilda Arns- Uma Biografia” é lançado neste mês e tem autoria do jornalista Ernesto Rodrigues
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 25/03/2018 - 21:26

Zilda Arns Neumann foi uma catarinense de destaque no Brasil e no mundo. E não é para menos, a médica pediatra e sanitarista contribuiu significativamente para a redução da mortalidade infantil no Brasil com a diminuição do soro caseiro. Em 1983, Zilda fundou a Pastoral da Criança, instituição ligada à Igreja Católica, com objetivo de combater a mortalidade infantil, a desnutrição e a violência. Ela foi indicada três vezes ao Prêmio Nobel da Paz e ganhou diversos prêmios nacionais e internacionais. Agora sua trajetória ganhou um livro, lançado neste mês, com autoria do jornalista Ernesto Rodrigues e intitulado: “Zilda Arns — Uma Biografia”.

“Para mim foi um trabalho muito gratificante como jornalista. Foi um prazer mergulhar na história da doutora Zilda. Foi uma série de descobertas muito gratificantes. Esse livro é um legado de exemplo que ela deixa pra ao país. A principal contribuição dela é a responsabilidade por tirar a mortalidade do Brasil de padrões africanos e passou para países europeus, desenvolvidos. Isso já seria o suficiente para transforma-la em uma grande personalidade brasileira do Século 20”, afirmou.

O jornalista contou que chegou até a história de Zilda, após conhecer o filho dela, o médico Nelson Arns. “O Nelson estava interessado em alguém que pudesse escrever uma biografia profissional, isenta, completa e clássica da mãe dele. E esse meu amigo me apresentou ao Nelson. Eu até estava um pouco receoso em fazer biografia. Aí o Nelson falou que eu podia escrever e que a não iria interferir. E ai eu me senti à vontade. Ele cumpriu fielmente o que prometeu”, revelou.