Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A história da Acuo Pijamas no Programa do Avesso

Sucesso do empreendimento foi contado na Rádio Som Maior
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 25/10/2020 - 14:42
Foto: Vitor Netto/4oito
Foto: Vitor Netto/4oito

Levar a moda para o pijama, a ideia de Aricélia Geremias Antunes, a Céia, que deu certo. Fundadora da Acu Pijamas, ela e o filho Rafael Geremias, contaram um pouco da história no Programa do Avesso, da Rádio Som Maior.

Assistente Social por formação, Céia decidiu migrar para outro ramo, e a decisão foi acertada, segundo ela. “A minha formação é Assistente Social, mas a família sempre no comércio. O pai era empreendedor, tinha salas comerciais, falávamos que tinha que alugar e ele dizia: ‘vocês têm que aprender’, comentou.

Ela lembra que a primeira loja se chamava Eliane Aviamentos, e foi montada em Orleans. “Depois, aqui em Criciúma, na época tinha muita confecção, descontente com a profissão, parti para outra. Os filhos sempre participando. Nesta época a gente começou com pijama. Acuo vem do latim e tem pegada do conforto, sensualidade. As pessoas se atraem pelo produto, ficamos felizes quando as pessoas estão na loja e falam que é lindo”, relatou.

O filho Rafael, lembrou da mais recente lançamento: peças com personagens da Warner Bros, como Scoob Doo, Jetson, entre tantos outros. “Buscamos o licenciamento com a Warner do Brasil e estamos contentes e eles também. Falaram quer gostam da forma que trabalhamos. Todo ano a Warner levanta o que está sendo feito nos países. Lançamos no pico da pandemia, conversamos com eles me falaram que estavam adorando, mandaram para a matriz em Los Angeles que adoraram também. Temos que respeitar alguns padrões de cores e tamanho, eles aprovam e depois vai para venda”, pontuou.

Ouça a entrevista completa no podcast: